Por que o conceito de “Uber for X” nem sempre funciona

30/08/2016

Resultado de imagem para uberÉ importante entender as nuances próprias a cada indústria e usar uma abordagem “lean”Aplicar o modelo de negocio da Uber a novas indústrias tem se mostrado que não é exatamente “à prova de idiotas”, escreveu Zach Ferres, CEO da Coplex, em artigo publicado no site Entrepreneur Online. Em vez de imitar a Uber, as empresas deveriam entender as nuances de suas próprias indústrias e adotar uma abodagem “lean” (faça rápido, erre rápido, corrija rápido) para validar suas ideias, sugeriu ele. Foi exatamente o que a Uber fez — ela não inventou a economia do compartilhamento ou o uso de fornecedores independentes, “apenas” soube como tirar partido deles por entender como funcionava a indústria de aluguel de carros por corrida. Até mesmo clones do Uber, como a Shuddle e a Cherry, falharam por não levar em consideração aspectos específicos. Fonte: Entrepreneur Online

Pesquisa: mercado de publicidade móvel está destinado a crescer

De acordo com com o relatório “Global Mobile Ad Spending Market 2016-2020”, da RNR Market Research, os investimentos publicitários globais em mobile deve crescer em uma taxa de crescimento composta (CAGR) de 14,6% até 2020. Os autores do relatório dizem que anúncios de busca, anúncios display ads e publicidade via SMS são os formatos líderes no mobile marketing. E entre os “leading adopters” destacam-se varejistas, fornecedores de serviços financeiros e empresas farmacêuticas. Fonte: WhaTech

Internet das Coisas: novos produtos estão sendo testados em todos os lugares

Uma coisa é certa: a Internet das Coisas é um fenômeno global. A web comercial demorou anos para atingir uma massa crítica de empresas e consumidores. A adoção do mobile foi mais rápida, mas nada que se compare com a rapidez exponencial da penetração global dos objetos interconectados. Inclusive porque a geografia não está inibindo essa rapidez: se um pais tem leis ou regras que limitem uma determinada criação de IoT, o produto ou serviço pode ser lançado ou testado em um mercado diferente. Eis alguns exemplos do que está ocorrendo no mundo: a Domino’s está pronta para testar entrega de pizzas com drones na Nova Zelândia; o primeiro serviço de táxis com veículos autônomos acaba de ser lançado em Singapura; o Malibu Rum está colocando 40 mil garrafas com etiquetas NFC em 1600 lojas Tesco na Grã-Bretanha para que os consumidores, ao tocar na etiqueta, recebam conteúdos em seus smartphones; a Philips Lighting criou lâmpadas de LED com sensores embutidos para as lojas do Carrefour na França; a Xiaomi lançou maquinas de lavar inteligentes na China. E esses são só alguns exemplos. Fonte: IoT Daily

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: