Como a Nintendo trabalha com influenciadores

09/07/2016

A estratégia da Nintendo inclui dar aos influenciadores espaço nas campanhas e escutar o que eles dizem e que atrai suas audiências

“Por que trabalhar com influenciadores? Porque queremos atingir consumidores onde eles estão, falando suas linguagens e falando de alguém que eles confiam”, disse Katie Cornish, chefe de mídias sociais e marketing de influenciadores na Nintendo, em sua apresentação no  Brands-Only Summit, do SocialMedia.org (Katie mudou de emprego desde então: atualmente, é Social Media Lead da Novartis). A estratégia da fabricante de jogos concentrava-se em busca o tipo de certo de influenciador, aquele que tivesse potencial de longo prazo. Para isso, há algumas táticas claras, entre as quais Katie destacou o uso dos 3 Ps (Personalidade online que combine com a marca, conteúdo adequado para sua Plataforma, Pertinência com a campanha atual). Fonte: SmartBrief

A busca por imagens está chegando ao Pinterest
A rede de compartilhamento de imagens está trabalhando em um recurso de descobertas de imagens que capacita os usuários a fotografar um item e então buscar por produtos similares em sua plataforma. “O que construímos… é a capacidade de usar o seu telefone de forma que quando você está naquel momento — aquele momento mágico de inspiração — você pode descobrir onde comprar aquela camiseta”, disse Tim Kendall, do Pinterest. Fonte: The Wall Street Journal
Como o Facebook conseguiu popularizar o Messenger
O Facebook Messenger este ano, só nos EUA, chegará a 105,2 mihões de usuários ativos, de acordo com um novo estudo do eMarketer, “Facebook Messenger: Strategies for Customer Service, Ecommerce, Content and Advertising”. O cálculo é que 4 em cada 100 usuários de smartphones usarão o serviço, o que faz do Messenger o líder na categoria de mensageria móvel. Inicialmente um recurso da rede, foi lançado como serviço separado em 2011, mas não decolou até 2014, quando o Facebook tirou o recurso de mensagens privadas do seu app principal. Os usuários tiveram que baixar o app ou usar o site móvel do Facebook. A mudança chegou a causar confusão no início, mas terminou se mostrando uma decisão acertada. E o próximo passo, anunciado este mês, é o fim do serviço de mensagens no site móvel — o app será a única maneira de enviar mensagens via mobile no Facebook. Fonte: eMarketer

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: