Estudo: a mala direta e a a reação a ela nas diferentes faixas etárias

30/06/2016

Solicite cópia do estudo, enviando email para fernandlo.guimaraes@thefob.com

Os Correios da Grã-Bretanha, Royal Mail, em conjunto com algumas das principais lideranças do negócio do marketing direto=marketing diálogo dos países que formam o Reino Unido, criaram o movimento Mailmen para conhecer melhor e valorizar as ferramentas usadas para as ações de marketing orientadas por dados. Uma das iniciativas do movimento foi conhecer como as pessoas de todas as idades leem e respondem às malas diretas. Dois estudos qualitativos bem abrangentes foram realizados pelas empresas Quadrangle e Trinity McQueen, e seus dados foram comparados com dados de outras fontes, incluindo TouchPoints, TGI e as próprias pesquisas anteriores da Royal Mail. O relatório das análises forneceu insights valiosíssimos e recomendações concretas para os anunciantes que querem tornar suas ações de marketing mais efetivas. Você sabia, por exemplo, que 32% dos “fledglings”, jovens da “geração selfie”, são mais propensos a confiar em informação impressa do que digital? Que os “sharers”, outro nicho das gerações jovens, são duas vezes mais propensos a fornecer informações pessoais às empresas? Que 26% dos casais ingleses compraram ou pediram algo de que souberam por mala direta? Que os “empty nesters”, casais mais velhos, passam 18 minutos em média lendo as malas diretas que recebem? Fonte: Mailmen

Ikea faz recall de cômodas após mortes de crianças nos EUA

Nos últimos dois anos, foram relatados três incidentes separados nos quais cômodas Ikea Malm desabaram sobre crianças, resultando em suas mortes. A gigante do varejo sueca vinha recebendo solicitações para retirar do mercado os produtos, que estão à venda há mais de uma década. A publicidade negativa, assim como ações legal, chegou a um ponto que a empresa resolveu parar de vender os produtos da série Malm e, finalmente, cedeu em fazer um recall nos EUA e no Canadá, embora não esteja fazendo recall na Grá-Bretanha e na Irlada. Um ano atrás, a Ikea tinha distribuído kits gratuitos para prender as cômodas nas paredes e continua a insistir que os produtos são seguros desde que presos de forma adequada. Mas a US Consumer Product Safety Commission afirma que uma criança morre a cada duas semanas em virtude de acidentes com móveis e uma é levada ao pronto-socorro a cada 24 minutos pela mesma razão. Fonte: Campaign Live

Pesquisa: 50% dos lares nos EUA já assinam serviços online de transmissão de TV
Segundo o Nielsen Total Audience Report, publicado na segunda, 27/6, as empresas de serviços de “streaming television”, como Netflix, Amazon e Hulu, atingiram um marco chave — metade dos domicílios nos EUA têm agora uma assinatura. Esse é o mesmo percentual de lares com DVRs, mas “enquanto a penetração de DVRs chegou a um platô, a penetração desses serviços está crescendo”, afirma o relatório. Quando se sobrepõe os dois percentuais, chega-se a 72% de lares com um DVR, aparelho que permite gravar e assistir programas mais tarde, ou um serviço de streaming, o que aponta para uma mudança significativa em relação ao hábito de assistir TV ao vivo. Outro dado da pesquisa é a confirmação do crescimento dos novos serviços de vídeo on-demand, particularmente entre os adultos mais jovens. Fonte: Phys.org

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: