Venda direta x atacado: como organizar e otimizar um império de US$ 1,4 bi em calçados

14/06/2016

80% dos negócios da Steve Madden vem do atacado, mas ele conseguiu criar uma proposta de valor ‘matadora’ para seu e-commerce

“A proposta de valor do nosso site é que nós temos a seleção mais ampla e a oferecemos antes de qualquer um”, disse Mark Friedman, President of Ecommerce da Steve Madden, na semana passada durante uma entrevista ao vivo no MarketingSherpa Media Center, durante o IRCE 2016. Mark também comentou sobre a comunidade de fãs entusiasmados da Steve Madden em redes sociais e através do blog SM Mag: “É louco como as pessoas se sentem sobre a marca. Nós incorporamos isso no site e assim oferecemos a outras pessoas alguma perspectiva sobre como os produtos são usados. Eles veem não apenas o produto que compraram, mas uma visão geral de como pode ser usado.” Naturalmente, porque o negócio é 80% atacado, a Steve Madden não pode deixar seus parceiros na chuva. Para equilibrar seu relacionamento com eles, empregam várias táticas, como a disponibilização das fotos que a própria Steve Madden produz e a disponibilização dos reviews dos produtos publicados no SteveMadden.com. Mark falou ainda de três iniciativas que utilizam para aprimorar a experiência do consumidor e que estão gerando um significativo aumento de conversão para a empresa: foco em otimização, testes A/B e data mining, pequenos aperfeiçoamentos na velocidade e na confiabilidade do site. Fonte: MarketingSherpa

GM movimenta-se na direção dos carros sem motorista

Na sexta, 10/6, a General Motors anunciou planos de contratar nos próximos anos 1.000 engenheiros e desenvolvedores de software para suas instalações de pesquisa próximas a Toronto no Canadá. O objetivo é desenvolver novos veículos autônomos. “Com essa expansão, a GM Canada desempenhará um papel importante na evolução para veículos que são conectados, autônomos, compartilhados e elétricos”, disse Mark Reuss, vice-presidente global de desenvolvimento de produtos, em um comunicado. Além de trabalhar com softwares e controles dos veículos, as equipes também trabalharão com novos recursos de segurança, “infotainment” e tecnologias de conexão sem fio. Fonte: Phys.org
Microsoft anuncia aquisição do LinkedIn por US$ 26,2 bi
O mundo da fusões e aquisições na área de serviços de internet e mídias sociais tremeu nesta segunda, 13/6, quando a Microsoft anunciou que está adquirindo o LinkedIn, a rede social para profissionais com cerca de 433 milhões de usuários, por US$ 26,2 bilhões, ou US$ 196 por ação — e pagando à vista. A transação já foi aprovado pelos conselhos das duas empresas, mas ainda deve passar pelo crivo das agências regulatórias. O LinkedIn vai manter marca e produto, e tornar-se parte do segmento de produtividade e processos de negócio da Microsoft. O CEO da rede, Jeff Weiner, responderá diretamente ao CEO da Microsoft, Satya Nadella. Fonte: TechCrunch

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: