Walmart está testando entrega das compras via Uber, Lyft e Deliv

07/06/2016

Primeiros testes foram feitos em Miami e agora serão expandidos para Denver e Phoenix

O Walmart e o Sam’s Club vão ampliar um teste de entrega de compras de produtos de supermercado, usando serviços de transportes privados, tipo Uber, Lyft e Deliv. O anúncio foi feito no annual shareholders week da empresa, em Arkansas. O piloto do serviço foi lançado pelo Sam’s Club de Miami, em março, usando apenas o Deliv, que é chamado de o “Uber do mundo do varejo”. Com a ampliação do piloto, incluindo Uber e Lyft, os clientes do Walmart poderão comprar, usando o endereçogrocery.walmart.com e, em seguida, fazendo o pedido de entrega por um pequeno fee. A empresa disse que está começando esses testes de forma limitada para deixar que os consumidores guiem o processo. Os primeiros mercados dessa nova fase serão Denver e Phoenix. Um dos mercados testará o Uber e o outro, o Lyft. Fonte: TechCrunch

Estudo: maiores marcas gastam mais em busca

A Fractl, uma agência de marketing de conteúdo da Flórida, analisou as verbas de marketing online de importantes marcas e descobriu um ponto de convergência: buscas. A Amazon, por exemplo. Em termos de vendas online, ninguém está sequer próximo da empresa de Jeff Bezos. De novembro de 2014 a novembro de 2015, aponta o estudo, a Amazon gerou mais de US$ 71 bilhões em vendas online — isso é mais do que Walmart, Apple, Macy’s, The Home Depot, Best Buy, Costco, Target, Gap Inc., Williams-Sonoma, Sears e Kohl’s venderam somadas. E o que ela faz que a maioria das outras não fazem? Investe em buscas. No período citado, a Amazon investiu US$ 8 milhões em TV e rádio, US$ 54 milhões em mídia impressa — e US$ 1,35 bilhão em buscas. Entre os outros varejistas, apenas a Apple e a Etsy priorizam buscas dessa forma. A Apple gastou bem mais que a Amazon em TV e mídia exterior — mas busca representa 86% da sua verba. E o percentual ainda é maior na Etsy: 91%. Lillian Podlog, da Fractl, comentou que o uso de bloqueadores de anúncios digitais está obrigando as empresas a pensar melhor sobre onde investir as verbas. E o exemplo dos maiores varejistas parece ser eloquente. Fonte: ClickZ

Twitter volta a testar carrossel de anúncios, mas de um tipo diferente
Pouco mais de um ano atrás, o Twitter começou a testar carrossel de anúncio que podiam incluir múltiplos anúncios de instalação de apps. Agora, começou a experimentar um modelo que inclui tweets publicados por pessoas normais. O formato mais recente usa vários tipos de anúncios — textos, fotos ou videos —  em um slideshow horizontal similar às versões do Facebook, Instagram e Google. As marcas podem incluir até 20 tweets em um carrossel, mas o microblogging recommenda que eles limitem a até sete. Fonte: Marketing Land

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: