Vem aí um novo modelo de contact center? Facebook vai anunciar APIs para chatbots

11/04/2016

 Solução têm o potencial de substituir ligações telefônicas para centrais de atendimento

Chatbots (ou chatterbots) são programas que buscam simular seres humanos na conversação com outras pessoas. Empresas como Microsoft,Google e Facebook estão trabalhando no desenvolvimento dessas soluções que tem o potencial de substituir as ligações telefônicas para as centrais de atendimento. O próximo passo nessa direção será dado na F8, conferência de desenvolvedores do Facebook, que será realizada em San Francisco, em 12 e 13 de abril. Considerando que a maioria das empresas não têm recursos ou capacidade técnica para eles mesmo construírem chatbots, o Facebook vai disponibilizar APIs e plug-ins de Live Chat para desenvolvedores. Apesar da rede social não ter montado uma plataforma específica para parceiros, está claro que a iniciativa insere-se em um movimento geral para dar mais musculatura de negócios ao Messenger. Fonte: TechCrunch

Estudo: cresce importância do “influencer marketing” entre anunciantes
À medida em que as preocupações sobre os bloqueadores de anúncios crescem, o marketing de influência, ou influencer marketing, está se tornando mais importante para as marcas. YouTube, Instagram e Snapchat tornaram-se canais populares e novas ferramentas estão facilitando o trabalho com influenciadores, como indica um novo relatório da eMarketer, “Influencer Marketing for US Brands: The Platforms to Watch, and the Best Ways to Work with Creators”. Os executivos de agências digitais também relatam um interesse crescente entre seus clientes. “Os influenciadores são uma parte importante do que as marcas estão fazendo atualmente”, disse Greg Manago, da Mindshare. “A questão [que os clientes se fazem] não é: ‘Nós queremos fazer alguma coisa com influenciadores; o que você pensa?’, É: ‘Qual é a estratégia de influência para esse programa?’” De acordo com o estudo “State of Social Business”, do Altimeter Group, 35% dos profissionais de mídia social entrevistados consideravam que o uso que faziam de marketing de influência estavam em um estágio maduro e apenas 14% não tinha planos de usá-lo como parte de sua estratégia social. Fonte: eMarketer

Pesquisa: privacidade é a principal preocupação global com Internet das Coisas
A Internet está crescendo a olhos vistos — e a preocupação com a privacidade, ou melhor, a possível, talvez provável, falta dela, cresce junto. O tema aparece no topo de umalonga lista de preocupações em um novo estudo global. O estudo analisou uma pesquisa da On Device Research, para a Mobile Ecosystems Forum (MEF), com 5.200 usuários de mídia mobile em oito países (África do Sul, Alemanha, Brasil, China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Índia). 62% dos ent)revistados mostraram preocupação com privacidadeer relacionada com a Internet das Coisas, apontou a pesquisa, e 60%, com um mundo no qual os objetos do dia a dia estão conectados uns aos outros e também à Internet. A lista do que preocupa as pessoas em um mundo de dispositivos conectados é privacidade (62%), segurança (54%), proteção (27%), incapacidade de consertar (24%), máquinas dominando a Terra (21%), não saber como usá-los (17%) e falta de benefícios tangíveis (11%). Quanto aos objetos conectados que mais preocupam os consumidores, os sistemas de segurança doméstica encabeçam a lista, seguidos por carros conectados e televisores. Fonte: IoT Daily

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: