Twitter ganhou o Thursday Night Games da NFL — e custou uma bagatela!

06/04/2016

A empresa disse que pagará cerca de US$10 milhões pela transmissão ao vivo de 10 jogos
O Facebook, como já dissemos aqui, estava de olho no negócio. Mas foi o Twitter que levou. A empresa acaba de fechar um acordo com a National Football League para fazer a transmissão ao vivo de 10 dos jogos das quinta à noite. Uma parte interessante é que o pacote foi fechado por 10 milhões de dólares, US$ 1 milhão por jogo, que é uma pequena fração do que outras empresas pagaram recentemente. O Yahoo, por exemplo, pagou US$ 17 milhões por um jogo realizado em Londres. E o mais recente acordo da NFL com TVs girou em torno de 45 milhões de dólares por jogo. Para o Twitter, a vitória ainda é mais doce, na medida em que o microblogging está lutando atrair novos usuários e expandir seu conteúdo para além de posts de jornalistas, políticos e celebridades. A transmissão do esporte mais assistido entre os americanos deve ajudar em mais acordos de vídeo. Mas a NFL também considera o acordo um bom negócio, pois terá a chance de experimentar. A liga está consciente de que um número cada vez maior de domicílios está assistindo transmissões de vídeos pela Internet e essa é uma oportunidade de atrair os “cord-cutters”, ou seja, cortadores de cabo, que é como os ex-assinantes da TV a cabo estão sendo chamados. Fonte: Bloomberg

Amazon vai revelar novo Kindle na próxima semana
O CEO da Amazon.com CEO, Jeff Bezos, postou uma mensagem em sua conta no Twitter, anunciando que sua empresa está para lançar uma nova versão do seu leitor de e-books, o Kindle. Será a oitava geração de um produto que ajudou a estabelecer um mercado de massas para os livros eletrônicos. O lançamento dessa versão “high-end” ocorre em um momento de estagnação do mercado, fenômeno que os especialistas atribuem tanto à maturação do mercado como aos altos preços cobrados atualmente pelos editores. Fonte: The Seattle Times

Em relação a apps de mensagens, marcas estão testando a temperatura da água
Um dos momentos mais icônicos do Super Bowl é o banho de Gatorade que o técnico vencedor toma no final. Em 2016, a marca resolveu ir além, em busca de atingir um público mais jovem, e usou o Snapchat, criando uma “lente patrocinada”, através da qual as pessoas poderiam tomar o banho com o produto, ou dar o banho de Gatorade nos amigos. Em dois dias, isso ocorreu 165 milhões de vezes. Gatorade é apenas uma de uma parada de marcas que estão tentando atingir seus públicos-alvo, usando apps de mensagens, como Snapchat, WhatsApp e Kik (na Ásia, entra lista o Weixin e o Line), que se tornaram o principal local de reunião diária das gerações mais jovens, ultrapassando até o tempo que eles gastam em redes sociais e jogos. A questão é o limite da utilização comercial do que é provavelmente a mais pessoal das atividades online. Uma coisa parece praticamente certa: os formatos publicitários tradicionais não funcionam nesse cenário – quem quer um anúncio de fraldas se intrometendo em um chat com seus amigos íntimos? Por isso, algumas marcas estão experimentando formatos novos, como o chatbot com que a Focus Features/NBCUniversal divulgou no chat do Kik para promover o lançamento do filme “Insidious: Chapter 3” — as pessoas podiam bater papo com o personagem principal do filme, Quinn Brenner. Ou os personagens virtuais que a Clark usou para promover seu sapato Desert Boot no WhatApp. Fonte: The New York Times

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: