Nova loja da Neiman Marcus terá espelhos interativos e mais. Confira abaixo

Sistemas legados, ID único do consumidor e ferramentas para acompanhar experiências de compra multicanal são os principais desafios

O varejo multicanal tem muitas definições, mas a mais comum é a que se trata de uma experiência de compra que flui sem esforço de uma plataforma de vendas para outras e de uma sessão para outras. Ou seja, o consumidor precisa navegar perfeitamente do website para a loja física e de volta ao app móvel de um varejista. O desafio é que os consumidores não pensam em termos de offline e online, eles querem o mesmo serviço e a mesma experiência em todos os canais. Além disso, é um erro pensar que as lojas tradicionais estão morrendo. Na verdade, as vendas dentro das lojas estão crescendo – o que ocorre, aponta um estudo da Forrester – é que, em sua maioria, são influenciados por canais digitais. Os problemas que os varejistas enfrentam para oferecer ofertas e programas de fidelidade multicanal são claros: a existências de sistemas legados, alguns implantados há mais de 30 anos, a ausência de uma identidade única do consumidor e a inexperiência com o uso de ferramentas que rastreiem a experiência de compra do consumidor multicanal. Fonte: SailPlay

Continue lendo »

Google AdWords (iOS)

Ferramenta do Google vai ajudar desenvolvedores de iOS. leia abaixo

Em alguns varejistas online, a compra via dispositivos móveis já representa 44%

Na medida em que os dispositivos móveis transformam-se em um canal confiável para compras, os varejistas que garantem fortes experiências de compra móveis estão conseguindo dobrar a taxa de crescimento em número de transações, de acordo com o State of Mobile Commerce Q4, publicado nesta quarta, 17/2, pela Criteo. Em comparação com o quarto trimestrre de 2014, as transações móveis nesses varejistas cresceram de uma fatia de 26% para 44%. No geral, o crescimento de 15% para 30%. Fonte: Mobile Commerce Daily

Continue lendo »

twitterbanner

Como o Twitter está usando o Google

? Leia abaixo

Email marketing, mídias sociais, TV interativa estão no centro da luta pelo assento mais cobiçado no mundo

Em 2012, a campanha Obama for America levou o marketing direto para o centro da arena política em um nível que nunca tinha sido imaginado antes. A lista de emails do presidente tinha 40 milhões de nome (a de Mitt Romney tinha 4 milhões) e a criação foi revolucionária, chamando os recipientes de “Amigo” e falando exata e individualmente dos assuntos que mais os levariam ao voto. A abordagem agressiva fez do email o principal canal de aquisição de recursos e votos para os candidatos. Este ano, Marco Rubio, Jeb Bush, Hillary Clinton e Ted Cruz estão todos enviando emails para seus “Amigos”. Mas não é o único canal: mídias sociais e TV interativa também estão sendo usados largamente. Fonte: Direct Marketing News

Continue lendo »

NGV_Warhol_UGC_Photos_400Iniciativa trouxe mais de 140 mil visitantes para exposições recentes

A National Gallery of Victoria, Austrália, está permitindo que os visitantes tirem fotos de suas obras de arte e compartilhe-as com suas redes sociais. O museu está também usando realidade virtual e o Periscope para aperfeiçoar a experiência do consumidor, ou melhor dizendo, do fruidor de arte. A iniciativa social ajudou a trazer mais de 140 mil visitantes para as recentes exposições dos artistas Andy Warhol e Ai Weiwei. Fonte: ClickZ
Instagram está testando contagem de visualização de vídeos

Continue lendo »

mark-zuckerberg-diretor-executivo-do-facebook-apresenta-recurso-de-mecanismo-de-busca-da-rede-social-em-menlo-park-sede-da-empresa-1358274506918_300x300Predomínio sobre as demais redes sociais continuará – e por uma larga margem – até pelo menos 2020

De vez em quando volta à baila a especulação sobre a decadência do Facebook. Bem, aparentemente, isso ainda não ocorrerá este ano. Pelo contrário, de acordo com o mais recente estudo da eMarketer sobre uso de mídias sociais, este ano, pela primeira vez, mais da metade da população dos EUA usará a rede de Mr. Zuckerberg: 50,3% dos estadunidenses de todas as idades entrarão no Facebook pelo menos uma vez por mês – em 2015, o índice foi de 49,3%. O estudo prevê que o o domínio do Facebook será mantido – e por uma larga margem – pelo menos até 2020. Fonte: eMarketer 

Continue lendo »

Com nova ferramenta, o Uber passa a atender o mundo corporativoA Uber está buscando todas as possibilidades para ampliar sua presença e o número de usuário. Recentemente, lançou serviços para transportar animais, malas e até pranchas de surfe. A novidade mais recente é o Uber For Business, pensado para conquistar empresas. A ideia é que companhias usem motoristas Uber para complementar ou substituir serviços de táxi, motoristas próprios ou terceirizados e, de quebra, cortar custos. Para empresas de tamanho médio, o Uber calculou que passar para o seu serviço poderia gerar uma economia de até 1 milhão de reais. Continue lendo »

Scientists spot gravitational waves

Imagem simulada da colisão de dois buracos negros. Foi assim que as ondas gravitacionais foram detectadas

Continue lendo »

Usuários poderão ver os top tweets que deixaram de ver desde o último acesso — mas terão que fazer opt-in para isso
Os fluxos de notícias do Twitter estão mudando. A partir dessa quarta, 10/2, o microblogging oferece aos usuários a opção de que seus feeds recebam curadoria algoritmica e assim vejam os principais tweets que não viram desde a última vez que checaram suas contas. A adoção de um feed com algoritmo lembra o Facebook, mas o Twitter recusa a comparação. Seu recurso, afirma Ameet Ranadive, VP-Revenue Product do Twitter, é um tipo de suplemento do que modelo com que já opera e que é cronológico reversamente. Além disso, o microblogging não está implantando o recurso por default. Em vez disso, contou Ranadive, as pessoas terão que fazer opt-in para acessá-lo. Fonte: Advertising Age

Continue lendo »

30 de junho é a data limite para anúncios em Flash no AdWords e no DoubleClick Digital Marketing; redes deixam de aceitar o formato no ínicio de 2017
O Google acaba de colocar outro prego no caixão do Flash, o software multimídia da Adobe que vem sendo muito criticado pelas frequentes vulnerabilidades de segurança. Nesta terça, 9/2, a gigante de buscas determinou os prazos para quando parará de rodar anúncios em Flash e aceitar apenas aqueles em HTML5. Em 30 de junho, o Google vai parar de aceitar novos anúncios display baseados em Flash para AdWords e DoubleClick Digital Marketing. Além disso, em 2 de janeiro de 2017, os anúncios em Flash não serão mais permitidos na Display Network ou na DoubleClick. Fonte: ARN

Continue lendo »

Iniciativa “tremendamente ambiciosa”, exigiu mudança total da mecânica do Club Nintendo
Durante reunião com investidores, o presidente da Nintendo, Reggie Fils-Aimé, anunciou os planos, “tremendamente ambiciosos”, que a empresa traçou o My Nintendo, que substituirá a partir do mês que vem o Club Nintendo. A nova iniciativa rastreará as atividades realizadas em dispositivos inteligentes e seus sistemas de jogos dedicados, seja jogando, assistindo vídeo ou visitando a Universal Studios. Isso significa uma verdadeira revolução na mecânica por trás do serviço – e foi por isso que preferiram fechar o Club Nintendo. “O que é diferente no My Nintendo”, disse Fils-Aimé, “é que ele vai funcionar como o hub virtual de todas as interações do consumidor com a Nintendo.” Fontes: RF Music, Nintendo Insider

Continue lendo »