Netflix vai investir US$ 6 bi em conteúdo neste ano

26/01/2016

Serviço terá 600 horas de programação original em 2016
Sabe a expressão “ver TV demais”? Recentemente, ganhou um novo sentido, e acendeu um forte debate, o de que está havendo concorrência demais nesse campo. Mas essa não é a opinião de Ted Sarandos, chief content officer da – logo quem! – Netflix. Segundo ele, se for o caso, “outra pessoa terá que desacelerar, porque temos grandes planos para 2016 e além”. Sarandos informou que a empresa terá 600 horas de programação original em 2016 e que isso significa um investimento da ordem de 6 bilhões de dólares. Esse número inclui aquisição de conteúdo e produção própria para uma rede que é cada vez mais global — atualmente, tem 70 milhões de assinantes. Fonte: Entertainment Weekly

IAB atualiza terminologia sobre técnicas e segmentação de dados
Na sexta passada, 22, o Interactive Advertising Bureau (IAB) publicou um documento denominado “Data Segments & Techniques Lexicon (www.iab.com/data_lexiconcujo objetivo é desmitificar o uso de dados no mercado e criar uma linguagem comum para compradores e vendedores. O Lexicon, criado pelo IAB Data Council, representa uma grande atualização em relação ao documento anterior, datado de 2011. Ele vai bem além de um simples glossário e estabelece um framework específico de como os diferentes segmentos e técnicas de dados funcionam em conjunto. Sua publicação foiuma espécie de pré-estreia do Annual Leadership Summit do IAB, que começou neste domingo, 24. Fonte: Media Post Real-Time Daily

Estudo: ofertas via mobile aumentam fidelidade às marcas
A Vibes, fornecedoras de tecnologia para marketing móvel, acaba de publicar o 2016 Mobile Consumer Study com muitas estatísticas demonstrando a importância das interações e ofertas dirigidas via dispositivos móveis. 77% dos usuários de smartphones, por exemplo, disseram que ofertas via mobile, como pontos ou premiações surpresa, conteúdo exclusivo e mensagens de aniversário, têm um impacto muito positivo na relação deles com as marcas. A pesquisa também analisou a taxa atual de adoção de m-commerce e descobriu que um terço dos pesquisados usam carteiras móveis como Apple Wallet e Android Pay. Fonte: CMO (Australia)

Notas publicadas originalmente no Portal AbemdPortal Abemd

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: