Uber é multada em US$ 20 mil por espionar passageiros

08/01/2016

Pré-venda de novo produto da Oculus esgotou estoque previsto em minutos. Confira abaixo

Executivos da empresa, irritados com críticas a seus métodos, queriam “dar o troco na imprensa”
O polêmico serviço foi multado em Nova York com uma punição de aproximadamente US$ 20 mil por ter utilizado seus recursos para espionar usuários. Tudo começou em 2014, quando uma repórter do Buzzfeed foi seguida por um executivo do Uber, Josh Mohrer, que usou um recurso de rastreamento que monitora os carros da empresa e também armazena os dados do cliente que solicitou a corrida. Na mesma época, Emil Michael, outro executivo da companhia, sugeriu que o Uber utilizasse seus recursos para “dar o troco na imprensa” que criticava seus alguns de seus métodos, obtendo informações da vida pessoal dos jornalistas e expondo-as. Além da multa, a sanção obrigou a empresa a se comprometer em só usar o recurso chamado de “God View” em extrema necessidade, sem atentar contra a privacidade de seus funcionários e usuários. Fonte: Exame

Marketing orientado por dados deve dar liderança à Kroger nas vendas online
De acordo com um estudo publicado recentemente pela Morgan Stanley, a Kroger é o varejista mais bem posicionado para ter sucesso com vendas online de produtos de supermercado — superando Walmart, Whole Foods e Target. Parte disso tem a ver com as recentes fusões com Harris Teeter e Vitacost.com, que deu acesso a novas tecnologias e também abordagens vencedoras. Mas talvez o diferencial mais importante para o sucesso da Kroger é a capacidade que a empresa tem de coletar e analisar dados dos consumidores. “Sua divisão de ‘ciência do consumidor’, a 84.51, oferece à Kroger a liderança na indústria em termos de capacidade de análise de dados”, afirma o relatório da Morgan Stanley. “Nós acreditamos que o uso do conhecimento acumulado pela 84.51 poder ajudar a Kroger a refinar continuamente suas ofertas de ecommerce.” Fonte: Business Insider

Diretor da NeoAssist dá dicas para melhorar relacionamento com clientes e evitar perda de vendas
A imagem de uma marca pode ser comprometida pelo atendimento ruim ao consumidor e impactar, diretamente, nas vendas da empresa. Uma pesquisa conduzida pela Harvard Business Review mostra que 68% das pessoas que tiveram uma experiência negativa desistem da compra ou não retornam mais às lojas, tanto virtual quanto física. Albert Deweik, CEO da NeoAssist, empresa especializada em atendimento multicanal ao consumidor, acredita que há algumas formas de melhorar a relação com o seu consumidor nesse ano que se inicia. “Um bom atendimento é um ponto crucial para o empresário que deseja crescer atualmente porque além de reverter uma possível imagem ruim, também ajuda na fidelização da marca”, afirma. Resumidamente, ele dá 5 dicas: não resolva apenas os problemas, antecipe-os; adote uma abordagem multicanal; facilite a adesão ao autoatendimento; utilize as reclamações do cliente; e capacite a linha de frente. Fonte: Propmark

Pesquisa: jovens usuários de mobile no Brasil passam muito tempo no Facebook
Os jovens no Brasil passam a maior parte do tempo envolvidos com dispositivos móveis, afirma uma pesquisa recente da comScore. E o Facebook é o principal destino deles. Em setembro, os usuários de 15-24 anos passaram mais de 109 horas com seus dispositivos. Em segundo lugar, veio a faixa 25-34 anos, cujos componentes passaram cerca de 102 horas envolvidos com seus aparelhos em setembro. Como comparação, a média na faixa de 55 anos e mais é de 66 horas. A pesquisa também levantou o sistema utilizado: Android representou 72% e iOS, 15%. Quanto aos sites mais visitados, o Facebook esteve disparado na frente: aproximadamente 2.000 minutos/usuário. Google vem em segundo, mas lá atrás, com 1.000 minutos/usuário. Nenhum outro site teve mais de 100 minutos na média. Fonte: eMarketer

Preço alto não impediu que pré-venda dos Oculus Rift fosse um grande sucesso
Nas primeiras horas desta quarta, 6/1, a Oculus começou a pré-venda de seu headset Rift VR. O produto começará a ser entregue em 28 de março e foi vendido ao preço de US$ 599 — alto, para os padrões americanos. Mas, aparentemente, não tão alto para impedir que os interessados aparecessem em número superior ao esperado. Minutos depois que o equipamento fosse colocado à venda, a Oculus já alterava a data de entrega para abril, o que significa que o estoque inicial colocado à venda já estava totalmente vendido — e que os consumidores estão acreditando na promessa do produto. Fonte: Venture Beat

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: