A semana que passou: em meio a crise humanitária, empresas dão uma mãozinha. E mais

22/11/2015

Nizan Guanaes, do Grupo ABC

Grupo ABC é vendido para o Omnicom

É verdade que o atentado do ISIS em Paris ocorreu na outra semana, mas continuou sendo o assunto mais em evidência durante a semana que passou.

De um lado, houve críticas ao fato de outros atentados e outras tragédias, como na Nigéria e mesmo em Mariana, haverem recebido menos, mas põe menos nisso, destaque na mídia internacional.

Por outro, foi reconfortante ver pessoas e organizações se mobilizando em um autêntico mutirão de ajuda. Ainda que tenha envolvido marketing e relações públicos em alguns casos, pudemos identificar ações verdadeiramente compassivas.

No campo das empresas de tecnologia, tivemos o seguinte (e deixando de lado o recurso Safety Check do Facebook, por já termos falado dele no post da semana passada):

A AirBnB contatou todos os hóspedes em  Paris, perguntando se poderiam hospedar pessoas impossibilitadas de deixar a cidade. Google ofereceu ligações gratuitas para Paris via Hangouts. O mesmo foi feito por Skype, Verizon e Sprint. A Uber desligou o sistema de aumento de preços devido à alta procura em Paris durante o fim de semana. O Twitter ajudou as pessoas a encontrar um lugar onde ficar com a hashtag #PorteOuverte e manteve o resto do mundo informado.

Mudando de assunto (e de continente) e falando de um tema mais próximo do público deste blog, houve um fato realmente importante para o mercado da comunicação no Brasil. De acordo com o Estadão, o grupo ABC, do publicitário Nizan Guanaes, fechou a venda de seus ativos para o americano Omnicom, por algo em volta de R$ 1 bilhão. O ABC é proprietário de 15 empresas e era o único grupo de agências de comunicação de capital majoritariamente nacional. Além da forte presença na área de publicidade, com agências como Africa, Pereira & O’Dell, DM9DDB, Escala e Tudo, a empresa também atua nos segmentos de eventos e de relações públicas, com a CDN, segunda maior agência do ramo no País.

Outra notícia importante para nossos leitores: segundo o Valor Econômico, a Natura vai tirar do papel em 2016 o plano de abrir lojas físicas próprias, operando em shopping centers. A empresa já realiza testes para escolher as propostas arquitetônicas e de serviços que melhor representem a marca.

Para encerrar, uma notícia realmente interessante: a remodelação do Google+. Segundo o blog oficial da empçresa, vamos ter um “Google+ inteiramente redesenhado, que coloca Comunidades e Coleções na frente”.

Fontes: Techcrunch, Aibbnb, 9to5Google, International Business Times, Quartz, Twitter, Exame, Valor Econômico, Official Google Blog

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: