Bloqueadores de anúncios: IAB declara guerra (mas talvez nem precisasse). E mais

30/09/2015

ad-blocked3-ss-1920Sucesso imediato após o lançamento do iOS9, esses aplicativos atualmente já ocupam posições modestas nos rankings de mais baixados

O novo sistema operacional de iPhones e iPads, iOS9, trouxe muitas novidades. E um controvérsia, com a possibilidade de se instalar bloqueadores de anúncios nos dispositivos. O Internet Advertising Bureau reagiu violentamente ao novo recurso, com seu presidente-CEO, Randall Rothenberg, chamando a prática de “roubo” e dizendo que os maiores prejudicados seriam os pequenos editores. E não ficou só nisso: a organização avisou que está tomando medidas efetivas de contra-ataque. O IAB disse que desenvolveu códigos para ajudar os pequenos editores. O barulho, porém, pode ter sido maior do que o efeito real. Tão logo a novidade foi anunciada, os “ad-blockers” pularam para o topo do ranking dos apps mais baixados na App Store, mas agora, com uma única exceção, todos foram para posições abaixo da 20ª. Fontes: Advertising Age, Marketing Land

Pesquisa: consumidores preocupados com suas informações nas mãos do varejo

Uma pesquisa realizada pela Associated Press e GfK com usuários de Internet dos EUA em julho de 2015 descobriu que eles continuam preocupados com a segurança de suas informações – particularmente quando essa informação está nas mãos do varejo. Mais de sete em cada dez pesquisados (71%) demonstraram algum grau de preocupação sobre como as redes de varejo garantem a segurança de suas informações quando eles compram em um website, sendo que 45% disseram-se muito ou extremamente preocupados. Em compras nas lojas físicas, a preocupação apareceu em menor índiced: 66% dos pesquisados demonstraram algum grau de preocupação sobre segurança quando compram nas lojas e 38% disseram-se muito ou extremamente preocupados. Fonte: eMarketer

Amazon inaugura novo centro de distribuição em Baltimore com quase 100 mil metros quadrados

O gigantesco centro de distribuição está em funcionamento desde 30 de março, mas a grande inauguração foi nesta terça, 29/9. São dezenas de milhões de itens – fraldas, videogames, misturadores de salada, cortinas de banheiro, livros de história – à espera dos pedidos. Vinte e oito quilômetros de esteiras, centenas de robôs e mais de 3 mil funcionários, tudo funcionando 24 horas por dia. Este centro, de “oitava geração, é o décimo-terceiro no qual a Amazon utiliza seu sistema robótico que permite à empresa armazenar itens em fileiras compactas de containers, “pods”, que separam o estoque por tamanho, em vez de por tipo de produto, pois cada item é rastreado por scanners e códigos de barras. A solução garante muito mais agilidade – e ganhos para a empresa. Fonte: The Baltimore Sun

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: