Quer melhorar a eficiência dos seus emails? Experimente psicologia

25/09/2015

Especialista fala sobre três “drivers” básicos que as pessoas empregam para tomar decisões. E como embarcar isso nos seus emails

Quando recebe um email, ou você o abre, ou o ignora, ou reserva-o para abrir mais tarde. Não importa o quanto as pessoas são diferentes umas das outras, o comportamento não varia muito quando se trata de interagir com a caixa de entrada: há microdecisões a serem tomadas instantaneamente. Por isso, de acorco com Phil Davis, da Towerdata, é importante entender a psicologia por trás das tomadas de decisões. Há, segundo ele, três motivos básicos (e técnicas associadas a eles) das pessoas se engajarem com seu email. 1. Ninguém quer ficar de fora. Ou, como dizem os psicólogos, Aversão à Perda. Por isso, é importante dar um senso de urgência principalmente nas linhas de assunto. 2. Todo mundo adora simplicidade. Ou, como dizem os psicólogos, Fluência Cognitiva. Parágrafos curtos ou bullet points, design minimalista e “call-to-actions” que vão direto ao ponto são técnicas recomendadas. 3. As pessoas precisam que afirmemos suas escolhas. Ou, como dizem os psicólogos, evite a Dissonância Cognitiva. Com dados de pesquisas, recomendações, comentários de outros usuários e também um processo simplificado de devolução dos produtos. Fonte: Towerdata

 

Um CEO que responde todos os emails que recebe – e como isso pode fazer a diferença

Comunicação é possivelmente a habilidade mais essencial para um líder. Quem está à frente de uma organização precisa tomar decisões que definem o presente e definirão o futuro dela. Mas só isso não basta. Comunicar efetivamente essas decisões para todos da empresa é crucial para garantir que eles confiem nelas e o ajudem a implementá-las. E essa capacidade precisa ser demonstrada em uma base diária. Chris Van Gorder, presidente e CEO da Scripps Health, faz isso de uma forma simples mas que é desprezada por outros líderes empresariais: ele responde todos os emails que recebe. Segundo ele, isso “é um sinal de respeito”, pois se alguém separa um tempo para escrever para ele, ele deve separar tempo também para responder. “A primeira coisa que eu faço pela manhã, antes mesmo de vir para o escritório, é responder todas as mensagens que me enviaram à noite e a última coisa que faço antes de ir para a cama é garantir que não deixei de fora nenhuma durante o dia”, explica. Fonte: Becker’s Hospital Review

A Apple mudou o telefone; agora, pretende mudar a televisão

Em 2004, o iPhone foi lançado e mudou completamente a forma como interagimos com os telefones. A aposta agora é que a Apple TV vai mudar também a forma como interagimos com a televisão. Em outubro será lançado a Apple TV. Da mesma forma que o iOS revolucionou a experiência telefônica, os especialistas acreditam que o tvOS vai revolucionar o entretenimento – e será mais uma vitória para Steve Jobs, quatro anos após sua morte. Com o sistema operacional da Apple, os desenvolvedores vão poder construir experiências nativas na TV, dar aos consumidores não apenas acesso a filmes e série, mas a conteúdo como jogos, mídias sociais, compras e streaming de música. A tecnologia também conecta os smartphones às TVs, permitindo que os usuários explorem os dois e oferecendo aos anunciantes a integração dos conteúdos através dos dispositivos. Fonte: Advertising Age

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: