Cresce audiência de TV móvel na faixa acima dos 65 anos — e outras notícias

24/07/2015

JUL15_17_81607033

Especialista em branding dá dicas sobre o que fazer na hora de descontinuar uma marca. Abaixo

A maior quantidade de pessoas que assiste TV móvel está na faixa 16-24 anos, mas o crescimento de audiência mais madura é impressionante

Segundo o novo estudo 2015 ARRIS Consumer Entertainment Index (CEI), 59% das pessoas agora assistem TV móvel (72% na faixa 16-24 anos). O dado mais notável no estudo, porém, foi o salto no número de pessoas que assistem TV móvel na faixa acima de 65 anos – 11% de crescimento em relação ao ano passado. Segundo analistas, pode ser uma excelente oportunidade caso as operadoras superem barreiras de inconveniência e custo e também tornarem mais fácil baixar conteúdo ou assisti-lo ao vivo. Em todo o mundo agora, a média de dispositivos de vídeo conectados nos lares é de 6, sendo que o domicílio médio passa quase 6,5 horas por semana assistindo serviços pagos. Também há uma clara conexão entre Wi-Fi e TV móvel, com 73% das pessoas que assistem TV móvel pelo menos uma vez por semana usando Wi-Fi para fazer isso. O estudo está disponível aqui.  Fonte: Informa Telecoms

Pensando em descontinuar uma marca? Examine a proposta de valor

As empresas que estão pensando em se livrar de uma marca em dificuldades deveriam tomar essa decisão baseada no proposta de valor da marca, escreve Denise Lee Yohn, especialista em branding, em artigo publicado pela Harvard Business Review. “Quando lidarem com uma marca em dificuldades, os gestores devem se perguntar se ela mantém-se autêntica em relação ao que se propôs fazer”, comenta ela. “…reformatar uma proposta de valor que faz sentido de uma maneira atraente pode significar lançar uma boia salva-vidas para marcas da mesma maneira que isso é para as pessoas.” Fonte: Harvard Business Review

Qual plataforma de mídias sociais funciona melhor para B2B?

A resposta parece óbvia: LinkedIn. Mas essa é uma pergunta capciosa. Porque não existe apenas um tipo de empresa cujos clientes são outras empresas. Dado o caráter de rede profissional e a aceitação como tal que tem o LinkedIn é natural que os profissionais que trabalham com B2B gravitem em torno dessa rede. Mas se você tem uma empresa de nicho, em que o lado visual influencie significativamente como uma consultoria de design de interiores, ou mesmo uma escola, vale a pena considerar a uso de redes como Pinterest e Instagram, pois elas oferecem soluções bem interessantes para você. Para a maioria das empresas B2B, no entanto, a combinação de LinkedIn e Twitter é matadora. Fonte: Pulse/LinkedIn

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: