Smartphones estão mudando a maneira do consumidor fazer compras — e outras questões

22/07/2015

FILE - In this Nov. 28, 2014 file photo, a Target shopper uses her iPhone to compare prices at Wal-Mart while shopping after midnight in South Portland, Maine. Increasingly, buying products online is like trading stocks: you can buy a copper mug or a coat and then hours _ or even minutes later _ it can go up and down in price. (AP Photo/Robert F. Bukaty, File)Redes de varejo estão ajustando seus apps para ajudarem os consumidores quando eles estão nas lojas

68% do tráfego no website da rede Gamestop vem de smartphones. Mas as vendas diretamente no dispositivo não estão ocorrendo na mesma proporção. Na verdade, smartphones estão sendo usados cada vez mais de uma maneira surpreendente: como uma espécie de assistente de bolso, que os ajuda a navegar e pesquisa quando eles estão nas lojas. As redes já perceberam isso e começam a adaptar suas estratégias móveis para fazer algo que até recentemente se diria ser contraintuitivo: aumentar as vendas nas lojas. A Kohl’s desenvolveu um modo especial para seu aplicativo móvel que pretende lançar em setembro. A Target está fazendo algo nessa direção, criando mapas das lojas e listas de compras semanais. Fonte: The Washington Post

Estudo: consumidores julgam varejistas pelo desempenho de seus aplicativos

As fronteiras entre móvel e digital não existe mais. Pelo menos é o que se pode concluir do estudo “An App Is Not Enough”, feito pela AppDynamics. Segundo ele, 20% dos consumidores fazem compras através de seus telefones quando estão no trabalho, em frente a um computador, e 70% faz mais de um quarto de suas compras online. Não é surpresa, portanto, que o desempenho dos sites e apps móveis dos varejistas impacte significativamente na satisfação, na fidelidade – e nas compras. 70% dos entrevistados disseram que o desempenho dos aplicativos influencia na percepção sobre o varejista. Foram entrevistados 4.000 usuários de smartphones e tablets na Alemanha, França, Grã-Bretanha e EUA. Outras descobertas importantes: 43% dos consumidores querem apps que facilita a compra dos produtos dentro das lojas, evitando as filas; 57% querem que apps informem aos vendedores as compras passadas para criar uma experiência de compra mais personalizada; 56% querem apps com ofertas quando estiverem próximos das lojas. Além disso, aproximadamente 75% dos entrevistados disseram que, no caso de não conseguirem completar a compra, um pedido de desculpas em tom pessoal os convenceria a visitar o varejista de novo. Fonte: Direct Marketing News

Programa de fidelidade da Walgreens agora estimula vida saudável

A rede americana de drogarias Walgreens anunciou aperfeiçoamentos do seu programa de fidelidade Balance Rewards, objetivando mais engajamento do consumidor à medida em que lhe oferece uma experiência aprimorada. O anúncio foi feito por George Fairweather, EVP e Global CFO da empresa, durante o Walgreens Boots Alliance, realizado em 9/7. “Nós agora oferecemos aos nossos clientes ativos uma plataforma mais consistente para conquistar pontos de fidelidade na maioria das transações”, disse Fairweather. “Nós também estimulamos escolhas de vida mais saudáveis premiando decisões de bem-estar.” Fonte: Loyalty360

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: