Uber pode estar beneficiando até quem não usa o serviço — e outras reflexões

21/07/2015

À medida em que o serviço se expande há menos reclamações sobre os táxis, o que pode indicar que os taxistas estão sendo obrigados a melhorarem seus serviços

A briga entre Uber e taxistas está longe de um final feliz. Mas o site da revista The Atlantic publicou um artigo de Scott Wallsten, da Universidade de Georgetown, que traz uma luz diferente para o tema. Segundo ele, nãos são apenas os motoristas e usuários do Uber quem está ganhando com a expansão do serviço. Os usuários de táxis tradicionais começam a ser beneficiados também à medida em que os motoristas dos carros estão sendo obrigados a melhorar seus serviços. O autor fez uma pesquisa e descobriu que, em Nova York, o crescimento do Uber tem feito diminuir na mesma proporção a taxa de reclamações por viagem, registradas pela Taxi and Limousine Commission. Nos maiores mercados dos EUA, atualmente, Uber fornece quase metade de todas as viagens de automóveis pagas. Fonte: The Atlantic

Está na hora de tirar o obituário do Flash da gaveta?

Já ouviu falar que os encarregados pelos obituários jornais têm peças prontas das celebridades que atingiram determinada idade esperando só que o inevitável aconteça? Aí é só tirar da gaveta e publicar, sem perder muito tempo. Bem, parece que está chegando a hora de fazer o mesmo com o Adobe Flash. É uma morte que vem sendo anunciada há algum tempo e agora parece que não vai mais demorar mais muito. Na semana passada, as empresas de tecnologia que lideram o setor desabilitaram temporariamente o Flash depois que uma falha de segurança deixou os usuários vulneráveis a ataques de hackers. Alex Stamos, Chief Security Officer do Facebook, recomendou que a Adobe retire o plugin do Flash Player. Google e Mozilla também desabilitaram o Flash de seus browser. Especialistas dizem que essa última falha pode sinalizar o fim do Flash como uma plataforma confiável para dispositivos móveis, principalmente considerando que a Apple não dá suporte à tecnologia. Fonte: Wall Street Journal

Jet.com – nasce uma rival de peso para Amazon e Walmart?

A ambição de Marc Lore é simplesmente espetacular: derrotar os maiores players das compras online, começando pela Amazon e não parando na Walmart. Sua arma é uma proposta de valor simples mas que ele acredita poderosa o bastante para levar sua startup, Jet.Com, aos píncaros da glória: “gaste 50 dólares por uma anuidade e tenha direito aos preços mais baixos da web em mais de 10 milhões de produtos”. Abastecido por investimentos da ordem de 225 milhões de dólares (“Embora seja preciso muito mais para nos colocar no volante do ecommerce”, disse Lore) e estimulado por meses de testes beta com 150 mil consumidores (“Vimos taxas de repetição de compra de mais de 50%”, acrescentou), Lore lança a Jet.Com nos EUA nesta terça, 21/7, com uma oferta de três meses grátis. Fonte: USA Today

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: