Pesquisa: 43% dos leitores de sites de notícias sentem-se ludibriados por anúncios nativos. E mais

23/06/2015

sponsored-content-native-ad2-ss-1920Eficácia do formato pode estar produzindo um indesejável efeito colateral: irritação dos leitores

Com banners e outros formatos de publicidade digital nas cordas, muitos editores estão buscando a solução em anúncios nativos, mensagens publicitárias desenhadas para se misturar perfeitamente com o conteúdo editorial dos sites. Esse formato atualmente é mais lucrativo e menos sujeito aos bloqueadores de anúncios que muita gente tem em seus browsers. O perigo é que às vezes essa camuflagem é eficaz demais, irritando os leitores. Segundo uma nova pesquisa do Reuters Institute for the Study of Journalism, mais de quatro em cada dez (43%) leitores de sites de notícias nos EUA sentem-se desapontados ou enganados depois de ler conteúdo que depois descobriam ser publicidade. O sentimento é menos agudo na Grã-Bretanha, onde 33% das pessoas se irritam com os anúncios nativos, mas os autores do estudo acreditam que isso deve ser atribuído ao fato de que a prática é menos comum por lá. Fonte: Marketing Land

Os aplicativos serão acessados diretamente da nuvem – esse é o futuro que o Google enxerga?

Atualmente, quando queremos acessar um aplicativo, temos que fazer primeiro o download dele. Há um dado não exatamente positivo, apesar da variedade de aplicativos disponíveis: eles costumam não ser tão funcionais quanto os aplicativos que vêm de forma nativa em seus smartphones. De qualquer forma, o futuro pode ser bem diferente, se a visão do Google estiver correta. Nesse futuro, os aplicativos serão acessados diretamente da nuvem. Aparentemente, a gigante de Mountain View já está se movendo nessa direção, o que pode ser atestado pela compra da Agawi, uma startup especializada em “app streaming”. O Google tem mantido bastante discrição sobre esse assunto, mas alguns relatórios mostram que a empresa pode estar em posição de abalar o atual ecossistema de aplicativos. Fonte: Übergizmo

YouTube lança sistema de verificação de notícias

O serviço de vídeo do Google – e a capacidade das pessoas gravarem facilmente vídeos com seus telefones – mudou a maneira como as empresas de notícias relatam os grandes eventos. E agora, com o lançamento do YouTube Newswire, pretende ajudar a mídia a encontrar vídeos de testemunhas e garantir que são verídicos. Esse recurso reúne e verifica os vídeos dos eventos que estão ocorrendo e foram postados por testemunhas, de forma que as empresas possam incluí-los em suas notícias. Trata-se de um projeto conjunto do News Lab, do Google, e da Storyful, uma startup da News Corp, focada em notícias da web social. As duas empresas trabalham juntas desde 2011, por ocasião dos protestos da Praça Tahrir, no Egito. “É cada vez mais importante a função das testemunhas no processo de gerar notícias”, escreveu Oliva Ma, que lidera o News Lab, em um post publicado na quinta, 18/6, no blog oficial do YouTube. “É quase impossível acessar as notícias durante um evento importante sem deparar com um vídeo cru, publicado por um usuário do YouTube de algum lugar do mundo.” O Facebook lançou um serviço similar com a Storyful no ano passado, chamado FB Newswire, mas o serviço do YouTube destaca também a importância que os vídeos “crowd-sourced” terão no futuro. Fonte: CNET

Inscreva-se no Seminário de Criatividade Cannes Lions Direct 2015

Nos dias 11 e 12 de agosto, a ABEMD vai realizar o Seminário de Criatividade Cannes Lions Direct 2014. Durante o evento serão apresentados os cases premiados na categoria e também os finalistas brasileiros. Saiba mais aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: