Pesquisa: empresas ignoram 80% das perguntas feitas pelo Twitter – mas respondem às do Facebook. E mais

15/06/2015

Twitter-4O dado refere-se às empresas americanas – no resto do mundo, os números são melhores mas não chegam a ser satisfatórios

Um novo relatório da Sociabakers mostra que cerca de 4 em cada 5 dos milhões de perguntas feitas às empresas americanas via Twitter não são respondidas. A situação é melhor no Facebook, onde as marcas agem em 60% dos casos – embora o volume seja bem menor. A empresa monitorou 6,5 milhões de tweets e 1,4 milhão de posts no Facebook com pontos de interrogação e que continuam uma menção a uma das 50 mil marcas globais durante os primeiros três meses deste ano. No resto do mundo, a taxa foi um pouco melhor: um terço dos tweet e três quartos dos posts do Facebook receberam respostas. Fonte: Mashable

Diretores estão produzindo comerciais de grandes marcas com seus iPhones

Um comercial recente da Bentley e uma série para Frye Boots e também para o champagne Veuve Clicquot foram todos gravados com um iPhone 6. Alguns diretores estão optando pelo dispositivo por causa da flexibilidade que a sua portabilidade permite, pela facilidade com que o conteúdo pode ser compartilhado e pelo fato de que, em última instância, trata-se um computador portátil. “Uma das coisas mais liberadoras para mim como um cineasta foi poder gravar com um iPhone”, afirmou Michael Koerbel, que tem feito comerciais para Coca-Cola, Jaguar, Porsche e Toyota. Outra vantagem citada pelos diretores é a possibilidade usar os apps e outros recursos disponíveis. “Você pode transformar seu telefone em uma câmera stop-motion, uma câmera time-lapse, um câmera slow-motion”, conta Kevin Lu, que faz vídeos curtos com o dispositivos. Fonte: USA Today

Estudo sobre varejo: as maiores oportunidades de marketing em 2015

No geral, nenhuma surpresa no estudo que a eTail publicou: as verbas e prioridades de marketing continuam a viajar na direção do digital. . Para realizá-lo, a consultoria entrevistou em fevereiro e março deste ano 94 empresas de varejo de vários setores, incluindo acessórios, beleza, eletrônicos de consumo, mobiliário e música. Mas vale a pena dar uma olhada nos detalhes que traz o seu quinto relatório anual. Entre eles, é importante destacar que busca vai continuar a dominar as verbas digitais (43%) e as receitas (38%). Email vem em segundo, embora bem distante (17%). Mesmo assim, segundo o estudo, o email permanece como um importante motor de vendas, garantindo um quarto das vendas totais. O impacto do mobile na receita (13%) ultrapassou o dos anúncios display (10%) e social (5%), apenas das empresas gastarem menos em mobile do que nessas outras disciplinas. Tecnologia é outro ponto de destaque. 20% dos entrevistados estão aumentando o nível de personalização em suas mensagens de email. 16% estão aumentando o uso de automação de marketing. 13% estão substituindo os fornecedores de email. 20% estão incrementando personalização nos seus sites. As verbas de mídias sociais também estão crescendo, embora o crescimento tenha se limitado a 55% da amostra. E os desafios não mudaram muito também: o abandono dos carrinhos de compra continua o maior para 55% dos entrevistados, seguido por sites não responsivos (44%) e conteúdo no sites (42). Fonte: Direct Marketing News

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: