Google e Levi’s estão traçando a próxima “fronteira inteligente”: roupas

03/06/2015

Projeto do Google usa pequenos sensores para captar gestos das mãos

Sua jaqueta e sua calça em breve vão controlar seu telefone e a sua casa

O Google e a Levi Strauss anunciaram na sexta passada, 29/5, que estão desenvolvendo juntas o Project Jacquard. Esse projeto não é um novo smartphone, ou um tablet, ou mesmo um robô humanoide. Ele implica em criar tecidos “inteligentes” para fabricar roupas que poderão controlar dispositivos móveis, aparelhos de monitoração de saúde e boa forma, e até mesmo ligar ou desligar as luzes de uma casa. Se você achar estranho que o Google esteja envolvido com tecidos e roupas, lembre-se que a empresa está envolvida com muitas outras iniciativas de tecnologias emergentes, como carros que se dirigem sozinhos e balões que voam muito alto para oferecer acesso a Internet em regiões remotas. Fonte: Computerworld

Pesquisa: consumidores precisam mais tempo para realmente verem um anúncio

Faz um ano que se definiram os padrões da indústria para visualização de anúncios digitais, mas até agora não se havia ouvido a parte mais importante: as pessoas que supostamente olham para os anúncios. A Strata acaba de fazer  uma pesquisa sobre o tema com resultados surpreendentes. De acordo com ela, aproximadamente 75% dos consumidores precisam assistir um anúncio por 3 segundos para considerá-lo visualizado. Isso é 50% acima dos padrões aceitos atualmente. A regra dos dois segundos de visualização é uma tentativa de dar ao anúncio uma chance de ter um efeito sobre o consumidor, mas especialistas observaram que algumas emoções podem precisar de bem mais tempo para serem devidamente evocadas. Fonte: Media Post Weekend

DMA: 80% dos anunciantes aumentarão a verba digital este ano

De acordo com o “2015 Statistical Fact Book”, recém-publicado pela Direct Marketing Association, quatro entre cinco anunciantes aumentarão seus investimentos em digital neste ano e a maior parte deles (45%) irá se concentrar em marketing via mídias sociais, por considerarem-no a maior área de oportunidades. Em segundo lugar, vem o email, indicado por 40%. Mas outra tabela mostra que os anunciantes não apenas acham que email é a tática de Internet mais efetiva como é também a mais fácil de executar. A mais difícil é exatamente mídias sociais – o canal ficou em terceiro, depois de websites, entre as táticas mais efetivas. Má qualidade dos dados é o principal obstáculo entre os anunciantes e uma visão completa do consumidor, de acordo com um estudo da Experian Marketing Services incluído no livro. Em seguida, vêm departamentos não integrados (silos), inabilidade para conectar tecnologias diferentes e falta de tecnologia relevante. Não é surpresa, portanto, que outro estudo do livro, feito pela Mondo, mostrou que os candidatos que os departamentos de marketing mais procuram estão nas áreas de mídias sociais, data analytics e estratégia móvel. Fonte: Direct Marketing News

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: