“Cookies zumbi” da Verizon na mira da FCC. Square mensura emails. E mais

13/04/2015

Prática visa servir anúncios segmentados, mas pode afetar privacidade, dizem críticos

Supercookies, ou “cookies zumbi”, são cookies projetados para serem armazenados permanentemente no computador do usuário. A detecção e a remoção é mais complicada, pois não podem ser excluídos da mesma forma que os cookies comuns. Desde o início do ano, a Verizon Wireless está na mira dos defensores da privacidade por causa do uso dessa tecnologia, que permite à empresa acompanhar a navegação na Web móvel, a fim de servi-los com anúncios segmentados. A operadora anunciou em janeiro que iriam mudar suas práticas e permitir que os usuários fizessem opt-out do seu esquema de rastreamento para publicidade móvel, alguns senadores americanos solicitaram mesmo assim que a FCC, comissão federal de comunicações, órgão regulador das telecomunicações nos EUA, fizesse uma análise da prática. Fonte: MediaPost/The Daily Online Examiner

Square lança ferramenta de mensuração de email marketing para lojas físicas

A Square, empresa de pagamentos móveis, está desenvolvendo uma série de produtos que usa sua plataforma como base de operações. O mais recente é o Square Marketing, um conjunto de ferramentas que permite que as lojas físicas ajam como varejistas online quando se trata da criação – e do monitoramento – das suas campanhas de marketing. O email marketing tem se tornado mais sofisticado ao longo dos anos e o espaço está repleto de empresas como MailChimp, Marketo, Salesforce e Constant Contact. Agora chegou a vez da Square lançar-se no cenário. A empresa quer se diferenciar com os dados das transações que coleta – e é fácil para a Square coletá-los, pois as pessoas, por exemplo, não se negam a fornecer seus emails para receber o recibo da transação. A ferramenta permite que as empresas usuárias dos serviços de pagamento Square cliquem no link «engage your customers” que está no seu dashboard Insights e lhes dá uma visão geral do seu negócio no momento – compilada a partir de dados obtidos com as vendas. Fonte: TechCrunch

Mala direta, a arma secreta das “Big 3” redes de pizzarias

O monumental mercado de pizza nos EUA é disputado palmo a palmo por inúmeras redes, mas três se destacam: Domino’s, Papa John e Pizza Hut. Elas investem fortunas em publicidade. O problema é que esse investimento é muito visível, o que não é adequado quando tentam abrir novos mercados, atrair clientes em locais onde as outras redes não estejam estabelecidas. Para isso, as “Big 3” usam principalmente a velha e boa mala direta. Dessa forma, conseguem testar as ofertas e promoções mais eficazes em cada área particular e as implementar em mais larga escala antes que as concorrentes se movam. A mala direta é também uma boa tática quando se trata de informar sobre a abertura de uma nova franquia na área. Assim, em fez de um “grand opening” via mídia, gastando milhares de dólares, grande parte deles resultando em dispersão da verba, as “Big 3” usam suas listas para informar os potenciais clientes – com muito mais efetividade. Fonte: Backlog of Business

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: