Anunciantes pagaram preços recordes no Oscar, já a audiência, ó…

25/02/2015

Neil Patrick Harris during the 2015 Oscars.

O rei está nu? Neil Patrick Harris durante o Oscar 2015

Cerimônia recebeu a quarta pior audiência dos últimos 40 anos

Este ano, a cerimônia do Oscar viu sua audiência total cair 15% em comparação com o ano passado – 33,6 milhões de telespectadores este ano (43 milhões um ano atrás), dos quais apenas 13,7 milhões pertenciam à faixa etária chave, de 18-49 anos. Com isso, o programa foi o quarto pior Oscar em termos de audiência nos últimos 40 anos. A ABC cobrou um preço recorde de um milhão e novecentes mil dólares por um comercial de 30 segundos local durante a cerimônia, sem qualquer garantia de audiência. Fonte: Advertising Age

Pesquisa conclui que marketing definirá estratégias das empresas

Em muitas empresas a reorganização necessária para isso já está ocorrendo

Analisando uma pesquisa recente feita pela Economist Intelligence Unit junto a importantes executivos de marketing, Sanjay Dholakia, SVP da Marketo, concluiu que vivemos um mundo “marketing first”, ou seja, no qual o papel dos profissionais de marketing é cada vez maior no desenvolvimento das estratégias das empresas. Entre as principais descobertas da pesquisa, Dholakia destaca duas: 75% dos entrevistados acreditam que serão responsáveis por todo o ciclo de vida do cliente e mais de 80% dos comerciantes concordam com a afirmação de que “precisamos mudar a estrutura e desenho da nossa organização de marketing para atender às necessidades de nossos negócios ao longo dos próximos três a cinco anos”. O mais importante, afirma ele, é que isso já está acontecendo – e explicação é simples: os profissionais de marketing conhecem os consumidores, sabem como alavancar tecnologia e geram receita. Fonte: Marketo/Blog

Métricas de publicidade native estão sendo construídas por encomenda

Aparentemente, sucesso nesse campo vai ser definido caso a caso

A mensuração da efetividade da publicidade nativa ainda é um mundo novo a ser explorado. Nessa direção, afirmam especialistas, os “publishers’ estão procurando olhar para além das taxas de click-thru – que é uma métrica muito boa para otimizar chamadas e medir engajamento de exposições específicas, mas falha porque um clique pode ter pouco ou nenhum impacto em uma determinada marca – e criando métricas com base nos próprios objetivos dos anunciantes. Mas ainda há muito a ser feito. “Em 2017, as marcas vão medir o sucesso com base no alcance de audiência e a média de minutos de atenção. A indústria também precisa ligar os pontos entre os dispositivos e enfrentar a sobreposição de audiências “, comentou Ben Young, CEO da Nudge Analytics. Fonte: Digiday

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: