Pesquisa: maior parte dos negócios B2B começa com uma recomendação. E mais

11/02/2015

A ponte Port Mann implantou pedágio e aí precisou de um programa de fidelidade. Leia abaixo

A Implisit realizou, em outubro de 2014, uma pesquisa para descobrir que componentes de marketing têm mais influência ao longo do funil de vendas B2B, especialmente quando se trata de fechar o negócio. E o troféu foi para recomendações. Em uma amostra de cerca de 500 empresas que atuam nos EUA e utilizam Salesforce.com como sistema de CRM, 3,63% dos leads gerados a partir de recomendações de clientes e funcionários resultou em uma venda. É mais de dois pontos percentuais acima dos websites (1,55%) e redes sociais (1,47%). Nenhum outro canal passou de 1%. Ao aprofundar ainda mais a análise dos funis de vendas, a Implisit descobriu que, em média, foram necessários 84 dias para converter 13% de leads em oportunidades. Quase 25% dos leads gerados a partir das recomendações de clientes e funcionários resultaram em uma oportunidade, ou seja, um prospect envolvido ativamente em um processo de vendas – a segunda maior taxa de conversão lead-oportunidade, atrás apenas dos websites (31,3%). Todos os outros canais estudados não passaram de 20%. Fonte: eMarketer

Ponte de Vancouver pretende implantar programa de fidelidade

Segundo o jornal The Vancouver Sun, a concessionária da ponte Port Mann está planejando o lançamento de um programa de fidelidade em uma tentativa de atrair mais motoristas para a travessia com pedágio. Um motorista que atravessar a ponte várias vezes por mês pode ganhar pontos para usar em passagens sem o pagamento do pedágio, para uso em um cartão de compra de combustível ou até mesmo um desconto de 5% no valor de sua conta mensal. As premiações tem o objetivo de trazer de volta para Port Mann o tráfego que mudou para a ponte Pattullo desde que o pedágio de 3 dólares entrou em vigor. Com exceção de dezembro, o tráfego na ponte Port Mann declinou consistentemente mês a mês em 2014. Fonte: Colloquy

Estratégias de CRM: o que ficar de olho em 2015

Estratégias de CRM são fortemente dependentes da tecnologia e, à medida que a tecnologia avança, o esforço para a construção de novas formas de compreender relações com os clientes precisa acompanhar esse movimento. Os dados coletados fornecem uma análise empírica de quem são os clientes, quais são suas preferências, o que os motiva, quais são as suas inibições e medos e o que influencia suas escolhas. O armazenamento dessas informações em bancos de dados fornece uma maneira científica de compreender estas influências. Os cientistas da computação e os estrategistas cibernéticos fizeram algumas previsões ousadas sobre a forma que a tecnologia tomará no futuro. 2015 é considerado como fulcral no reforço da automatização, interatividade e integração no mundo dos negócios. Na prática, dizem esses especialistas, é importante ficar de olho em três tendências: “mobile-first design”, personalização e sistemas “tudo em um”, ou seja, que englobam todas as funções. Fonte: CRM Simplified

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: