A semana que passou: Amazon sob suspeita de pornografia infantil, Mastercard em Cuba, e mais

25/01/2015

Sede da Amazon no Japão. Foto: The Japan Times

A polícia do Japão fez uma batida nesta sexta-feira nos escritórios da loja virtual Amazon, em Tóquio, devido a suspeita de que o site distribui produtos considerados como pornografia infantil, revelaram neste sábado fontes da investigação. A batida aconteceu por uma suposta violação da lei japonesa que proíbe a exibição pública de pornografia infantil, segundo a fonte citada pela agência local ‘Kyodo’. A Amazon do Japão é suspeita de contribuir para a distribuição de material que contém pornografia infantil, como livros com fotos de crianças nuas, ao ter ‘permitido sua promoção em seu site de maneira consciente’.

A MasterCard afirmou nesta sexta-feira que vai permitir que os cartões emitidos com sua bandeira nos Estados Unidos possam ser usados em Cuba a partir de 1º de março. A MasterCard vai retirar o bloqueio de acordo com recomendação do Gabinete de Controle de Ativos Externos do Departamento do Tesouro dos EUA (Ofac, na sigla em inglês), disse a companhia em uma publicação na sua página na Internet. As transações usando os cartões da bandeira, no entanto, continuam bloqueadas em Coreia do Norte, Irã, Sudão e Síria, disse a empresa num e-mail enviado à Reuters.

A Starbucks acaba de anunciar o seu novo diretor de operações. Com uma longa carreira na indústria da tecnologia, Kevin Johnson irá tornar a rede cada vez mais digital, com novos meios de pagamento e formatos. O novo diretor é ex-presidente da Juniper Networks Inc., que fabrica produtos para conectividade, e trabalhou por 16 anos na Microsoft. A Starbucks pretende aumentar a ênfase em métodos de pagamento digitais, interação com consumidores nas redes e outras soluções para aumentar sua receita.

No campo das mídias sociais, a bola esteve quicando no campo do Twitter. O microblogging lançou uma ferramenta de tradução, o recurso “While You Were Away”, que mostra os principais tweets das contas que o usuário segue, e confirmou a aquisição da ZipDial, empresa da Índia que permite aos consumidores ligar para um número, desligar antes de ser atendido e, em seguida, receber uma chamada telefónica ou uma mensagem de SMS com informações sobre um negócio.

Fontes: Exame, The Wall Street Journal, TechCrunch, Social Media Examiner, Twitter/blog

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: