O que os profissionais de mídia esperam de empresas como a Nielsen? E mais

13/01/2015

Uma imagem mais completa, com métricas que mostrem o alcance total de programas de TV em todas as plataformas de mídia. Essa é a visão de John Morse, presidente e estrategista-chefe da Byron Media, importante consultoria de pesquisa de mídia. Segundo ele, não é segredo que os profissionais de mídia estão frustrados pela lentidão com que a Nielsen e outras empresas começaram a medir os novos fluxos de mídia. Embora a visualização de segunda tela em smartphones e tablets venha crescendo a um ritmo acelerado, só recentemente começou-se a medir a audiência móvel. E só agora há planos para começar a medir serviços de streaming como Netflix e Hulu, que dispararam em popularidade. Há razões para a lentidão, inclusive porque é preciso de muito tempo para testar esses novos métodos de medição, mas o fato é que compradores e planejadores “não sabem o alcance e a frequência de suas campanhas globais, ou se eles estão atingindo as pessoas muito poucas vezes – e sendo ineficazes vezes – ou muitas, produzindo desperdício”, acrescenta Morse. Fonte: Media Life

Alibaba continua avançando sobre o mercado mundial – agora é a vez da Índia

Alibaba, a gigante chinesa do e-commerce gigante, e sua afiliada de serviços financeiros, Zhejiang Ant Small & Micro Financial Services Group, concordaram em investir cerca de 575 milhões de dólares na One97 Communications Ltd., marketplace indiano que tem também um negócio de pagamentos online. Se o negócio for adiante, dará às duas empresas do grupo Alibaba uma participação combinada de 30% no One97 e levará o valor da empresa de Nova Delhi para um patamar superior a US$ 2 bilhões. O investimento será o primeiro do grupo chinês na  indústria de e-commerce da Índia, ainda pequena, mas em rápido crescimento, e que atraiu recentemente financiamentos substanciais da Amazon, do Japão SoftBank Corp e de outros, mostrando que se aposta que as compras online devem conhecer um boom no segundo mais populoso país do mundo. Fonte: The Wall Street Journal

CES 2015: Twitter Ads vão aparecer em apps e websites de terceiros

No ano passado, em resposta às preocupações crescentes de desaceleração do crescimento do Twitter e à falta de estratégias de monetização, o CEO da empresa, Dick Costolo, prometeu várias vezes aos investidores que a empresa estava trabalhando em uma estratégia para atingir a maior audiência da Internet. Sem, no entanto, fornecer detalhes sobre como exatamente o que a empresa pretendia fazer isso. Afinal, o Twitter diz que tem 284 milhões de usuários ativos mensais, uma fração de 1,3 bilhão de usuários ativos do Facebook a cada mês. Mas, finalmente, Costolo trouxe uma notícia auspiciosa para esses investidores. Em uma apresentação para “media buyers” realizada no International Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, o Twitter revelou seus planos, que incluem seus anúncios aparecendo em “twitter streams” de publicações fora da plataforma Twitter. A receita das ações será compartilhada entre o Twitter e os publishers. Outros planos da empresa envolvem vídeos. Em breve, anunciantes e veículos poderão fazer upload de vídeos diretamente para o Twitter, com os seis primeiros segundos de cada vídeo em auto play. Se os usuários gostarem do que veem, eles têm a opção de clicar no botão de play para assistir ao vídeo inteiro. O Twitter também terá o recurso de vídeos relacionados, que pode ser útil para os anunciantes que utilizam comerciais em série. Fonte: Tech Times

Leia outras notícias sobre o mercado de Marketing direto = marketing diálogo no Portal Abemd

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: