Em vez de pesquisas de intenções, mercados de previsões – o que significa isso?

08/01/2015

Arte do canal do YouTube SkyDoesMinecraft. Crédito: YouTube. Leia abaixo por que a popularidade desse jogo anuncia uma nova tendência de marketing

As empresas gastam uma quantidade enorme de tempo e dinheiro em pesquisas de mercado – e muitas vezes ficam decepcionadas. Segundo Julie Wittes Schlack, Senior Vice President of Innovation e fundadora da Communispace, uma consultoria que trabalha com projetos colaborativos, se você pedir aos clientes para avaliar qualquer coisa – apelo do produto, singularidade, intenção de compra – em uma escala de um a cinco pontos vai obter uma média de 3,5 em praticamente todos os casos. E mesmo quando há um vencedor claro, esse conceito mais votado muitas vezes falha quando realmente chega ao mercado. O fato é que a intenção de compra é notoriamente exagerada em respostas de pesquisas, mostrando pouca correlação com o real desempenho de vendas. Talvez seja porque nós tendemos a ser racionais na hora de responder a uma pesquisa e emocionais na hora das compras. Seja qual for a razão, prevemos mal nosso próprio comportamento futuro como consumidores. Em contrapartida, se em vez de perguntar “O que você vai fazer”, você perguntar “O que vai acontecer?”, os resultados tendem a ser muito mais precisos. Esse é o fenômeno subjacente à popularidade crescente dos mercados de previsões, usados para antecipar o provável sucesso de uma ideia, produto ou candidato político. Julie conta que mercados de previsões funcionam segundo uma abordagem gamificada, semelhante ao mercado de ações: os pesquisados recebem uma quantidade de moedas promocionais, ou pontos, para investir em respostas a perguntas. Essas perguntas podem ser binárias como “Será que este produto atraente para meninas de 4 a 6 anos de idade?”, ou “Será que o produto A venderá mais que o produto B?”´. Ou ser multivariadas, como “Qual desses produtos será mais bem sucedido para meninas entre 4 e 6 anos de idade”? Ao contrário das pesquisas tradicionais, os jogadores respondem apenas às perguntas sobre as quais têm uma opinião forte. Eles podem investir na falha provável de uma ideia, bem como no provável sucesso de outra. E podem investir com poucos ou muitos pontos com base em sua confiança nas próprias previsões. Quando investem, explicam por que estão fazendo isso, fornecem contexto e visão qualitativa por trás dos números. Elementos de jogos como escores e rankings podem oferecer reconhecimento, recompensa e status aos participantes, bem como a oportunidade de competir para aumentar o valor das suas carteiras de previsão. Tal como acontece com um mercado de ações, a teoria é que, se você permitir que as pessoas a coloquem seu dinheiro no processo (ainda que em moeda promocional), você vai ter uma imagem mais verdadeira do que provavelmente tenha valor no mercado real. Fonte: Harvard Business Review

Pesquisas confirmam que as mídias sociais ainda estão atrás do email

O uso de mídias sociais é a tática de marketing que está em segundo lugar entre as que os executivos de negócios de todo o mundo planejam aumentar os gastos em 2015, segundo pesquisa realizada pela StrongView, em conjunto com SENSORPRO – depois do email. Outra pesquisa, da Ascend2, descobriu que, apesar de que quase nove em cada 10 empresas norte-americanas, com pelo menos 100 funcionários, vão usar as mídias sociais para fins de marketing este ano, os profissionais de marketing ainda enfrenta muitos obstáculos para obter sucesso com esse canal de marketing. Os principais problemas com as mídias sociais estão relacionados às habilidades dos funcionários, à medição e às estratégias. 43% dos profissionais pesquisados disseram que a falta de recursos internos e de habilidades foi um obstáculo para obter sucesso com as mídias sociais. A incapacidade de medir o retorno do investimento foi o segundo maior obstáculo, citado por 42% dos entrevistados, seguido por 39% dizendo que é a falta de uma estratégia eficaz. A pesquisa anual Marketing Trends Survey, da StrongView, reforça esses pontos, indicando claramente o motivo pelo qual os profissionais de marketing manifestaram a continuação da dependência do email marketing em 2015, mas ressalta também a importância de obter o máximo de seus esforços, em particular através da alavancagem de dados e automação, e de conduzir programas mais relevantes e envolventesFonte: MediaPost/ResearchBrief

Google: popularidade do Minecraft pode indicar nova tendência de marketing

“Minecraft” é o segundo termo mais procurado no YouTube depois de “música”, de acordo com um relatório do Google. “Frozen” veio em terceiro lugar, mas o termo foi buscado por menos de metade das pessoas em relação ao jogo de blocos de construção da Microsoft. Logo atrás de Frozen (e de artistas musicais Drake e Beyonce) vem PewDiePie, uma celebridade do mundo dos jogos, que está fazendo US$ 4 milhões por ano com seus vídeos. A popularidade do Minecraft e os vídeos de pessoas jogando esse e outros jogos oferecem às empresas uma grande oportunidade de se conectar com os consumidores. “As marcas têm uma oportunidade única para embarcar em uma tendência crescente em que milhões de millennials se envolvem todos os dias e se conectam com eles de uma maneira genuína”, disse Gautam Ramdurai do Google. Fonte: VentureBeat

Leia outras notícias do mercado de marketing direto/diálogo no Portal Abemd

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: