CES: ponto de encontro de anunciantes e veículos? E outras questões

07/01/2015

XXX CES 2015C.JPG USA NV

BK Yoon, CEO da Samsung. Leia abaixo o que ele falou na abertura do CES 2015

O CES caminha para deixar de ser apenas tecnologia e virar um show para anunciantes e veículos

Segundo os especialistas que foram a Las Vegas este ano para participar do International Consumer Electronics Show, há uma pergunta no ar: por que as marcas de eletrônico de consumo deveriam ficar com toda a diversão? E a resposta é não, não mais. A feira está se transformando em um evento imperdível para os grandes nomes da publicidade, marketing e mídia, dizem esses especialistas. A edição deste ano está repleta de executivos de marketing de outras indústrias e, nos próximos anos, eles deverão superar em número os executivos dos fabricantes de eletrônicos e assumir um papel preponderante no Show. A razão é simples: “O papel que a tecnologia desempenha na vida dos consumidores é forte e crescente. Precisamos prestar atenção na interseção entre marketing e tecnologia”, disse Tony Pace, diretor de marketing da Subway. Fonte: Advertising Age

A Internet das Coisas precisa focar nas pessoas, afirmou o CEO da Samsung na abertura da CES Las Vegas

A palestra de abertura da CES deste ano, realizada por BK Yoon, CEO da Samsung Electronics, esteve a anos-luz de distância das bombásticas palestras de abertura que a Microsoft costumava encenar a cada ano. Nada de convidados famosos, nem estonteantes lançamentos de produtos, apenas Yoon falando sobre como enxerga o futuro, principalmente em relação à Internet das Coisas. Ele mostrou um cenário em que tudo está interligado e que, de camas a refrigeradores, tudo coleta e analisa dados para melhorar a vida dos consumidores. Um desses aparelhos superinteligentes, afirmou ele, deve até mesmo ser capaz de sentir cheiros. Yoon salientou que os novos dispositivos conectados devem ser projetados para se encaixar nos estilos de vida dos consumidores. “A Internet das coisas precisa ser e deve ser humanocêntrica”, disse ele. “Nós não queremos que o consumidor precise se adaptar a novos comportamentos ou hábitos. Deverá integrar-se naturalmente nas vidas cotidianas dos consumidores”. Fontes: Dealerscope, USA Today

Facebook adquire startup de reconhecimento de voz

O Facebook está adquirindo a Wit.ai, uma startup de reconhecimento de voz, cuja tecnologia poderia oferecer aos usuários da rede social novas maneiras de se conectarem verbalmente. A Wit.ai, com sede na Califórnia Palo Alto e menos de dois anos de idade, criou uma plataforma que permite aos desenvolvedores externos incorporar reconhecimento de voz em aplicativos, dispositivos domésticos, como termostatos, e até mesmo em robôs. Mais de 6.000 desenvolvedores já usaram sua tecnologia para criar aplicativos e dispositivos em que as pessoas podem falar com a empresa. Não está claro como exatamente a tecnologia será incorporada ao Facebook, mas é provável que ajude a rede social a competir contra o Siri da Apple e a busca por voz do Google. “A Wit.ai construiu uma API de processamento de linguagem natural incrível mas simples que ajudou os desenvolvedores a transformar discurso e texto em dados acionáveis. Estamos animados para tê-los a bordo “, disse o Facebook em um comunicado. Os termos financeiros não foram divulgados. Fonte: IT World

Leia outras notícias do mercado de marketing direto/diálogo no Portal Abemd

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: