Brasileiros preferem apps de mensagens instantâneas. E outros estudos

13/12/2014

Walmart gerou mais tráfego offline; Amazon, mais tráfego online (mas esta, sem gastar rios de dinheiro em publicidade, ao contrário da outra). Confira abaixo

Esqueça mensagens de texto – os usuários de smartphones no Brasil preferem conversar com seus amigos através de aplicativos de mensagens móveis. Em um estudo de setembro de 2014 feita pela Acision, 60% deles disseram que aplicativos como WhatsApp e Facebook Messenger eram sua forma preferida de comunicação em resposta – o maior percentual de respostas. Modelos antigos de chats não chegam sequer à metade da cifra: 24%. E SMS foi responsável por uma quota de míseros 7% – 30% dos usuários de smartphones no Brasil enviam apenas entre dois e cinco textos diariamente e 37% um ou nenhum. Mas é o WhatsApp quem está realmente mexendo com uso de SMS. 67% dos usuários de smartphones no Brasil disseram que o WhatsApp era seu aplicativo de mensagens móvel preferido. Em comparação, apenas 9% falaram o mesmo sobre o Facebook Messenger. Ainda segundo a Acision, os usuários brasileiros de smartphones mostram preferências diferentes quando se trata de se comunicar com as empresas. Nesse caso, aplicativos de mensagens móveis e SMS são preferidos por apenas 4% dos entrevistados, enquanto o email foi citado por 32%. Fonte: eMarketer

Banners ainda representam 97% do mercado publicitário móvel

Existem vários formatos de anúncios digitais mais eficazes do que os banners móveis padrão. No entanto, eles ainda respondem por incríveis 97% da exibição de publicidade móvel nos EUA, de acordo com o relatório Q3 2014 Mobile Display Ad Performance, da Celtra. O relatório apresentou taxas de engajamento relativamente altas em todos os formatos, inclusive vídeo móvel. Segundo a Celtra, “a taxa de vídeos assistidos inteiramente atingiu 41,5% no terceiro trimestre”, ou seja, mais de 40% dos usuários de celulares que clicaram para assistir vídeos em anúncios móveis assistiram aos vídeos por inteiro. No início deste ano, no entanto, a Celtra encontrou, tanto para anúncios in-app e anúncios em vídeo móveis taxas de conclusão superiores a 50%. Fonte: MarketingLand

A guerra do feriado: Walmart ganhou em tráfego offline, Amazon em online

Nesta temporada de final de ano, a rede Walmart está deixando a concorrência para trás em termos de investimentos publicitários na TV. E, se o tráfego gerado durante o feriado de Ação de Graças é uma demonstração dos resultados, a estratégia está funcionando bem: o tráfego gerado em suas lojas foi a maior do varejo offline americano. Mas o mesmo não se pode falar quando se trata de varejo online: com uma presença mínima de publicidade, a Amazon foi a grande campeã de tráfego entre os sites de ecommerce: ela foi responsável por cerca de 30% do tráfego total de 128 sites de compras online no Black Friday e 35%, no Cyber Monday, de acordo com dados da Kantar Millward Brown Digital. O segundo lugar ficou com – adivinhem! – a Walmart, com cerca de 5% em cada um dos dois dias. Fonte: TheWallStreetJournal

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: