Marketing para o futuro: 10 insights

09/08/2014

Por Daniel Domeneghetti

Muitos empresários enfrentam um dilema ao misturar estratégias e táticas, gerando muitas vezes uma confusão entre estratégia de negócio com estratégia e táticas de marketing. Esta confusão impossibilita que os profissionais envolvidos na ação tenham uma visão clara dos processos, de suas prioridades e atribuições.

Após produzir o estudo “E o marketing para as empresas feitas para clientes?”, em maio deste ano, que ouviu CEOs e executivos de marketing, gestão de clientes e comunicação corporativa das 1000 maiores empresas do País de vários setores da economia, resolvi criar 10 insights sobre o novo marketing. O intuito é esclarecer as empresas no que tange à incorporação eficaz estratégias práticas de marketing em seu cotidiano corporativo.  As dicas abaixo visam criar uma atmosfera de transformação no setor.

  1. Os clientes e consumidores se transmutam a todo momento, se avatarizam, se multiplicam, se conectam, experimentam e repaginam os conceitos de segmentação, de lealdade e de  fidelidade, além de redesenhar experiências e seu ciclo de vida, cocriando produtos e serviços, influenciando outros consumidores, gerando mídia e tendências;
  2. Na dinâmica da fidelidade, quanto mais rico, agregador de valor, eficiente, duradouro e honesto for o processo de relacionamento empresa-cliente, mais dinheiro esse cliente injetará na empresa, por mais tempo;
  3. A internet é um vetor eterno de revisão de modelos de negócio e ampliação de oportunidades e riscos e de amplificação de seus efeitos todos…
  4. Novos e infinitos canais, digitais, presenciais, convergentes, móveis, colaborativos, experienciais aparecem a todo instante e as empresas devem, rapidamente, entender como conectá-los, integrá-los, maximizá-los…
  5. A mídia se transforma a cada instante, assim como as práticas e possibilidades de advertisement e de vendas, branding e relacionamento
  6. A credibilidade das mídias tradicionais está em cheque: 6% dos americanos entre 20 e 45 anos confia em propagandas de TV, contra 41% em redes sociais. A TV,  uma mídia ainda pouco rastreável e interativa, representa entre 60% e 70% de todo orçamento anual de advertising das 200 maiores empresas americanas;
  7. O conceito de praça se tornou uma abstração com a possibilidade, antes vetada pela física, de se estar em mais de um lugar, ao mesmo tempo;
  8. As promoções…bem, ainda são promoções… Com tudo que têm de bom e de ruim…
  9. Em paralelo, varejo e indústria se reinventam em seu core business na proposta de valor, nos produtos e nos serviços;
  10. Os acionista querem (e cobrarão cada vez mais) saber o que acontece com todo o orçamento anual consumido pelo marketing.

Portando, ao planejar sobre como o marketing apoiará a sua empresa no futuro, é preciso pensar sempre no eterno ciclo vicioso que envolve o mundo do marketing: Quanto mais você vende aos seus clientes, mais você sabe sobre eles. Quanto mais você souber sobre eles, fica cada vez mais fácil elevar as vendas de produtos. Simples assim!

Daniel Domeneghetti é especialista em Estratégia Corporativa, Top Management Consulting e Gestão de Ativos Intangíveis e CEO da DOM Stratety Partners, consultoria 100% nacional focada em maximizar geração e proteção de valor real para as empresas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: