Contrate estagiários: bom para eles, melhor para sua empresa, e mais

24/07/2014

Amazon lança aplicativo de carteira móvel. Confira abaixo

Vendas mundiais de comércio eletrônico vão crescer cerca de 20% em 2014

As vendas de comércio eletrônico B2C em todo o mundo chegará a US$ 1,471 trilhão em 2014, de acordo com novos dados da eMarketer, quase 20% a mais do que em 2013. Como o uso da Internet continua a amadurecer em todo o mundo, o crescimento do comércio eletrônico vai desacelerar ao longo do tempo, mantendo uma taxa de 10% até 2018. No entanto, com as vendas alcançando US$ 2,356 trilhões naquele ano, uma taxa de crescimento de 10% ainda representa mais de 200 bilhões de dólares novos por ano. Em termos regionais, a América do Norte, que inclui apenas os EUA e o Canadá, continuará a ser a região líder em comércio eletrônico B2C. A participação nas vendas em 2014 representa cerca de um terço dos dólares gastos em compras digitais em todo o mundo. A eMarketer previa que a região Ásia-Pacífico superaria a América do Norte ainda este ano, mas houve uma desaceleração da China por causa do amadurecimento do mercado. A empresa agora prevê que aquela região torne-se a principal em 2015, representando 33,4% do total, em comparação com 31,7% da América do Norte e 24,6% da Europa Ocidental. Estas três regiões combinadas continuarão a representar em torno de 90% do mercado mundial de comércio eletrônico. Fonte: eMarketer

Como estagiários podem ajudar a sua startup

Contratar estagiários pode ajudar startups a encontrar candidatos a emprego promissores que ainda não estão travados por uma mentalidade corporativa, afirma Jay Samit, um empreendedor “serial” e professor do curso Building the High Tech Startup na University of Southern California. Segundo ele, estagiários também podem ajudá-lo a alcançar seus amigos e conhecidos, o que é útil se a sua audiência é de jovens.  Talvez a principal vantagem, porém, seja o acesso das empresas a jovens universitários brilhantes. Um caso interessante, citado por Samit, é o de Steve Jobs. Se ele não tivesse sido estagiário na HP, ele nunca teria conhecido Steve Wosniak e fundado a Apple. Fonte: TheWallStreetJournal/TheAcceleratorsBlog

Amazon entra no campo das carteiras virtuais móveis, mas pisando com cuidado

A Amazon lançou seu aplicativo próprio de uma carteira móvel, capaz de armazenar cartões de presente e de fidelidade, mas não cartões de crédito ou de débito. O Amazon Wallet tampouco tem a capacidade de fazer pagamentos móveis. O site da Amazon Wallet permite aos usuários gerenciar outros métodos de pagamento, que podem ser usados para fazer compras na Amazon, mas não em pontos-de-venda. Segundo a descrição do aplicativo, a Amazon Wallet permite que você digitalize ou digite o seu cartão do presente, ou cartão de fidelidade com as informações do usuário para “reduzir a desordem em sua carteira de couro ou bolsa”. Os cartões ficam, então, disponíveis em formato digital como um código de barras, um código QR, texto ou imagem. O produto está disponível na Amazon Store e no Google Play. Fonte: TechCrunch

As notícias acima foram publicadas originalmente no Portal Abemd – onde você encontra todas as notícias sobre o mercado de Marketing Direto = Marketing Diálogo

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: