Canais de TV estão usando mais digital para promover programas, e outras notícias

23/07/2014

Estrelas do YouTube viram arma da Target para atingir “millennials”

É improvável que muitos consumidores nas faixas de 30, 40 ou 50 anos tenham ouvido falar de Todrick Hall, Ann Le, Tiffany Garcia e Michael Balalis, conhecido também como Mikey Bolts. Mas a Target está apostando nesses nomes em uma ação destinada a atingir membros da geração do milênio que estão interessados em comprar mobílias, eletrônicos e outros equipamentos domésticos agora que vão para a universidade. O grupo é conhecido por clipes de vídeo que e criam para o YouTube e estrelarão quatro programas em vídeo online para a gigante do varejo. Cada programa será composto de quatro episódios e estarão disponíveis no canal da Target no YouTube. “Celebridades do YouTube têm uma importante base de fãs e ganham muita exposição”, disse Rick Gomez, Senior VP de marketing da Target. “Para engajar o millennial, precisamos nos tornar parte da conversa em andamento”, acrescentou.Fonte: TheNewYorkTimes

Canais de TV estão usando mais digital para promover suas programações

De acordo com um estudo de junho de 2014 da Mixpo e da PromaxBDA, nove em cada 10 estações de TV usam atualmente meios digitais para convencer a audiência a assistir seus programas. Além disso, esse percentual manteve-se estável entre 2013 e 2014, indicando que as estações já comprovaram o sucesso desses esforços. Na verdade, digital foi o único meio no qual as estações colocaram mais verba este ano. No topo da lista dos benefícios, eles enxergam o fato de atingirem os espectadores em seus smartphones e tablets (77% citaram isso) uma vez que se passa cada vez mais tempo nesses dispositivos (a eMarketer estima que os adultos dos EUA vão passar 2 horas e 51 minutos por dia usando seus dispositivos móveis). Ainda assim, os computadores desktops ainda são o meio mais usado entre os digitais. Fonte: eMarketer

Diminui interesse de investidores por empresas de tecnologias de pagamento

Os dados sugerem que o interesse dos investidores por startups de pagamento pode estar em declínio – caiu de 59 no terceiro trimestre de 2013 para 41 no segundo de 2014 e pode cair mais no trimestre que começa. A razão disso pode ser uma consideração de que o mercado é relativamente novo ou devido às dificuldades inerentes à construção de um negócio de pagamento. “[é um mercado onde] é muito difícil de avançar, não só porque você tem de chegar aos consumidores, mas você também precisa convencer os varejistas e muitas vezes até terceiros, como associações, para você ser bem sucedido”, comentou Benjamin Ling, sócio da Khosla VenturesFonte: TechCrunch

Leia também: Cannes no Brasil acontece em agosto, e outras notícias do mercado de Marketing Direto = Marketing Diálogo no Portal Abemd

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: