Mídias sociais influenciam muito ou pouco decisões de compra? E outras questões

25/06/2014

Pesquisas: mídias sociais não influenciam muito as decisões de compra

A maioria dos americanos diz que as mídias sociais tem influência zero nas suas decisões de compra, de acordo com os resultados de um estudo do instituto Gallup publicado nesta segunda, 23/6. Isso pode ser uma boa notícia para todos os pequenos empresários que acham que gerenciar páginas do Facebook, contas do Twitter e do Pinterest roubam uma atenção preciosa e podem não valer todo o esforço despendido. Apenas 5% dos entrevistados, mais de 18.000 adultos, disseram que as mídias sociais têm uma grande influência sobre o que desejam comprar, de acordo com o Gallup, que fez o estudo para o seu novo relatório, State of the American Consumer. 30% disseram que as mídias sociais têm alguma influência e 62% disseram que não têm qualquer influência. Os “millennials” mostraram ser mais influenciados por “likes” e tweets do que as gerações mais velhas, mas não por muito: 7% dos nascidos depois de 1980 disseram que as mídias sociais têm uma grande influência, enquanto 43% disseram que têm pelo menos algum efeito sobre o que comprar. Fonte: Bloomberg BusinessWeek

TV a cabo: como a Charter, Rogers enfrenta o problema da infidelidade

Segundo a Colloquy, nos EUA, os consumidores gastam mais de 180 horas por mês assistindo vídeo por cabo. A crescente instabilidade na indústria de entretenimento via cabo, das grandes fusões ao aumento da audiência dos smartphones, está forçando os fornecedores a tentar ver os seus produtos através dos olhos dos consumidores. Iniciativas de fidelização, e os dados que elas geram, poderiam ajudá-los. No entanto, poucos provedores de cabo caminham nessa direção e alguns abandonaram os seus esforços, possivelmente porque não conseguem avaliar o quanto ele vale. Não surpreendentemente, os números mostram que estão perdendo clientes. A participação de mercado das empresas de cabo diminuiu ao longo dos últimos 20 anos de 98% para 54%, segundo a National Cable and Telecommunications Association, enquanto vídeo por satélite e telecomunicações subiu de 2% para quase 45%. Um dos programas mais bem sucedidos no setor é o Live It With Charter and Rogers First Rewards, que foi lançado no ano passado. Cerca de 3 milhões de famílias estão inscritas e mais de 75% de seus membros têm pontos suficientes para resgatar um prêmio, contou em um email Marie Menezes, vice-presidente de fidelidade da Rogers. “Usamos esses dados como insights sobre quais os produtos e serviços os clientes têm de fato para que possamos direcionar comunicações que incluam recompensas e ofertas que podem ser interessantes para eles”, escreveu ela. Da mesma forma, Live It With Charter dá a seus membros pontos automáticos para usar seus serviços. Estes pontos podem ser trocados para entrar em sorteios, para mercadorias, descontos e outras ofertas especiais. Os membros também recebem pontos de bônus em ocasiões especiais, como aniversários e datas de adesão. Fonte: Colloquy

Juniper Research: ainda este ano transações via mobile ultrapassarão as realizadas via desktops

Segundo um relatório da consultoria publicado nesta segunda-feira, 23/6, o total de pagamentos online, mobile e contactless, este ano, vai atingir US$ 2,5 trilhões e chegar a US$ 4,7 trilhões em 2019. Isso representa um crescimento de 13,5% ao ano. Os mercados emergentes estão impulsionando o crescimento, com a chinesa Alibaba sendo responsável por 20% das transações de comércio eletrônico tanto B2C como B2B em 2013. A Juniper Research também previu que, em 2014, o número de pagamentos realizados através de aparelhos celulares e tablets vai ultrapassar desktops e laptops pela primeira vez. Nos EUA, por exemplo, iPads foram responsáveis por 25% de todas as transações com bens físicos no ano passado e a consultoria prevê que isso vai aumentar para 63% em 2019. Apesar do crescimento impressionante, porém, a Juniper Research prevê que PCs e laptops vão continuar a representar uma proporção maior do valor das transações globais. Pagamentos “contactless” também estão tendo forte crescimento, mas “quase todo o fluxo [de pagamentos] do consumidor é através de cartão”, em vez de um dispositivo móvel, disse Windsor Holden, diretor de pesquisa da Juniper Research, em um comunicado. Além disso, o crescimento do consumo de mídia digital também está impulsionando o crescimento das transações digitais, com os consumidores cada vez mais optando por se inscrever para conteúdo streaming e downloads de jogos, em vez de comprar mídias físicas, como CDs e DVDs. A Juniper Research prevê ainda que, “ao longo dos próximos cinco anos, serviços de VOD (video on demand) online vão ser implantados (e ganhar força) na maioria dos mercados europeus, onde ainda não foram lançados”. Fonte: Total Telecom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: