Pesquisa: o porquê do abandono de carrinhos de compra. E outras questões importantes

28/05/2014

Pesquisa analisa abandono de carrinhos em sites de ecommerce – e o que fazer em relação a isso

Os varejistas eletrônicos lutam constantemente contra o abandono dos carrinhos de compras e procuram maneiras de salvar vendas potencialmente perdidas. Altos custos de transporte, ansiedade do cliente e questões técnicas são causas comuns para o abandono. Um estudo recente da Bronto e da Magento perguntou a 1.000 consumidores sobre o conhecimento das tecnologias de carrinhos de compras, as expectativas sobre a forma como as empresas iriam contatá-los depois do abandono de um carrinho e se as “cutucadas” de uma marca afetariam suas decisões de compra. Segundo a pesquisa, os consumidores esperam que os carrinhos de compras forneçam opções para eles continuarem, modificarem ou salvarem seus itens selecionados pré-compra e durante a compra. Outra descoberta importante foi que os carrinhos de compras ajudam os usuários móveis a dar o salto entre online e loja física. 34% dos entrevistados disseram usar informações sobre o produto guardadas em um dispositivo móvel durante as compras em uma loja física. Mais da metade dos compradores mais ativos (59% dos que compram diariamente ou no mínimo uma vez por semana e 51% dos que compram até uma vez por mês) concordam que as mensagens automatizadas via email quando ocorre o abando do carrinho são úteis. Entre os menos frequentes, porém, a tática é repudiada.Fonte: DMNews

Excelente atendimento ao consumidor é a melhor receita para criar evangelistas da marca

 

Segundo John-Paul Narowski, fundador da KarmaCRM, empresa de softwares de CRM com foco em pequenos negócios, as empresas devem se concentrar menos na venda de seus produtos e mais no suporte ao cliente. Ele utiliza a Zappos, empresa de venda de calçados pela Internet como exemplo, lembrando que ela controla todos os aspectos da experiência de seus clientes, a fim de garantir que os seus elevados padrões sejam mantidos. Os clientes felizes que resultam dessas experiências tornam-se evangelistas da marca, vendendo sapatos Zappos para a família e amigos com histórias de suas grandes experiências. Narowski lembra também que estudos mostram que os consumidores confiam acima de tudo nas recomendações das pessoas de quem gosta. Em um estudo de 2012, a Nielsen relatou que 92% das pessoas em todo o mundo confiam nas recomendações boca-a-boca de amigos e familiares. Fonte: TheNextWeb

Estudo aponta maiores barreiras para crescimento de empresas de e-commerce

Gastos com e-commerce nos Estados Unidos cresceram 13,4% em 2013, de acordo com a Forrester Research. Sem dúvida, um ritmo acelerado quando se considera que a economia americana como um todo cresceu 2,6% no ano passado. Mas isso não significa que o crescimento do e-commerce não encontre obstáculos. NoMarketingSherpa E-commerce Benchmark Study, que acabou de ser lançado, os pesquisadores perguntaram exatamente quais os principais obstáculos que as empresas enxergavam para o crescimento da atividade. Eis as respostas: a principal barreira para o crescimento das empresas de e-commerce com grandes receitas é a tecnologia (mais precisamente, a necessidade que sentem de se manterem tecnologicamente atualizadas); já para as que têm baixas receitas, o principal obstáculo é, não surpreendentemente, o limitado orçamento de marketing. Fonte: MarketingSherpa

Leia outras notícias do mercado de marketing direto = marketing diálogo no Portal Abemd

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: