Blockbuster, Kodak, Borders: as lições de 3 fracassos fenomenais

17/05/2014

O artigo abaixo foi escrito por Elli Bishop, colaborador do BusinessBee.com, e publicado no JeffBullas.com, que tem uma parceria conosco O fracasso é cheio de lições e, ao longo da última década, o desaparecimento de várias empresas, que já haviam sido extraordinários exemplos de sucesso, estão nos proporcionando muitas delas. Deixando de levar em conta a era digital, muitas empresas que antes dominavam seus mercados estão agora extintas. Vamos explorar a queda de três: Blockbuster, Kodak e Fronteiras. E tentar oferecer uma visão sobre como o fracasso na se adaptação à era digital de cada uma dessas empresas foi o seu ponto de ruptura e as pequenas empresas podem evitar um destino semelhante. Aqui estão as lições a serem aprendidas a partir de três grandes fracassos de negócio.

Blockbuster

“Falhar em reconhecer o que é relevante para o seu cliente é uma receita para o desastre”.  Failure to adapt to a digital ageIronicamente, o que inicialmente fez da Blockbuster o campeão da indústria de locação de filmes foi o uso inovador da tecnologia. Seu sistema de inventário atualizado a cada minuto ajudou a Blockbuster a empresa a otimizar suas ofertas e não demorou muito para que ela estivesse colocando as pequenas locadoras de video, tipicamente tocadas por “papai e mamãe”, fora do negócio. Mas então Netflix fez sua estréia. Os serviços de videos pelo correio e, mais tarde, online deram aos clientes a conveniência que eles buscavam por um preço que demoliu a Blockbuster. Em vez de reconhecer a mudança na maneira pela qual consumidores queriam acessar o entretenimento, a Blockbuster permaneceu presa ao seu modelo de negócio que enfraquecia mais e mais. Seis anos depois de a Netflix estar no mercado, a Blockbuster finalmente decidiu testar o popular modelo do video pelo correio, mas já era tarde demais. As lojas fechavam em um ritmo acelerado e, finalmente, após pedir falência, a Blockbuster foi comprada pela DISH, provedor de televisão por satélite. Ao longo dos últimos anos, a DISH tem usado a bem conhecida marca para divulgar o Blockbuster@Home. O serviço oferece aos assinantes mais de 15 canais de filmes e acesso a milhares de títulos de filmes. Melhor ainda, eles são transmitidos direto ao usuário de TV, tablet ou smartphone. Ignorar a revolução digital derrubou a  Blockbuster , mas hoje a DISH aproveita essa mesma tecnologia para reconstruí-la. O consumidor de hoje é claramente mais esperto. Eles querem o valor, mas eles também querem o que é relevante. Saiba o que é importante e relevante para o seu cliente de forma bem específica e entregue isso a eles.

Kodak

“A complacência no topo mata as novas idéias que brotam dentro de sua organização”.

Failure to adapt to a digiatl ageNão há dúvida de que o fracasso da Kodak em se mover para o mundo digital desempenhou um papel fundamental no seu destino, mas há mais coisas na história do colapso da Kodak.

Ser um líder complacente é mortal, como prova a Kodak. Tradicionalmente, a empresa era considerada uma organização criativa e inventiva que abraçava novas ideias e novas tecnologias. Essa é uma razão pela qual a Kodak emergiu como um líder em sua indústria. Mas, à medida em que o seu sucesso crescia, a complacência tomou a frente. Os líderes passaram a ouvir menos as vozes inventivas dentro da organização e, eventualmente, os funcionários apaixonados pararam de tentar fazer com que as suas ideias fossem ouvidas. Essa complacência alimentou a espiral descendente da Kodak.

Não importa o nível de sucesso alcançado pelo seu negócio, vale a pena ouvir as idéias que pessoas inovadoras na sua empresa oferecem. Ignore-as, e não vai demorar muito para elas pararem de gerar novas idéias ou, pior ainda, levar suas idéias para outro lugar.

Borders

“À medida em que o ambiente competitivo muda, reavalie suas competências essenciais.” 

Failure to Adapt to a Digital AgeLouis e Tom Borders construiram um império de venda de livros, usando a tecnologia para rastrear o inventário e fornecer informações sobre as tendências de vendas. No início da década de 1990, Borders estava em plena ebulição. Mas não demorou muito para os consumidores começarem a alterar a forma como compravam livros, e os fruíam. Mas a Borders não estava nem um pouco interessada em modificar seu modelo de negócios para se adaptar a eles. Enquanto os consumidores estavam cada vez mais indo para a Internet para comprar livros e dispositivos de leitura como o Kindle, a Borders estava comprometida com aluguéis longos de suas lojas físicas. Pior ainda, eles continuaram a construir mais lojas. Eventualmente, a Borders decidiu entrar na onda da Internet, mas em vez de abrir a sua própria loja online deixou a Amazon vender seus produtos. Ao fazer isso, a Borders contribuiu para a sua própria morte. Não demorou muito para que a Amazon se tornasse rei das vendas de livros e o seu Kindle virasse uma epidemia. A Borders manteve-se nos limites de suas competências essenciais por tempo demasiado e sua resposta lenta à era digital selou seu destino. Deixando de responder às mudanças no cenário da indústria, a Borders sucumbiu ao seu concorrente mais ágil. A Borders enterrou a cabeça na areia. Se você pretende manter os seus clientes e ganhar novos deve manter o dedo no pulso do seu setor e avaliar as suas competências essenciais para garantir que elas continuam relevantes. O trágico destino desses três gigantes prova que, não importa o quão bem sucedido seu negócio tenha se tornado, arrogância e ignorância vão destruí-lo em pouco tempo. Manter-se atualizado com as tendências do setor, ouvir os seus funcionários mais criativos e dar ao seu cliente o que é importante e relevante vão ajudar a levar o seu negócio para o topo e fazer com que permaneça lá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: