Entrando na mente do consumidor

12/04/2014

Artigo escrito por Johan Åkesson, diretor da área de Varejo da Axis, empresa global criadora da câmera IP e líder em videomonitoramento. O executivo vem ao Brasil pela primeira vez, no dia 16 de abril, para seminário aos maiores varejistas do País.

Quando você entende como o seu consumidor pensa, você pode entender melhor como ele compra. Ao descobrir qual seu trajeto mais frequente dentro de uma loja, as áreas a que menos vai e aquelas em que mais permanece, é possível adaptar a loja para facilitar o atendimento às necessidades do cliente e aumentar suas vendas. Nesse sentido, um sistema de câmeras IP pode tornar-se um poderoso aliado.

Bem mais do que funcionar como um supervisor de quem entra ou sai da loja, as câmeras podem ser integradas a diversos aplicativos de inteligência que facilitam a leitura do comportamento do cliente. Como ele passeia pela loja, observa as prateleiras, como se comporta na fila… Esse refinamento de informação pode levar o varejista a tirar o máximo de proveito dos espaços de exposição de produtos, do layout da loja e dar agilidade ao atendimento nos caixas, tornando a experiência de compra cada vez mais agradável.

As empresas que fornecem análises sobre o que os clientes fazem nas lojas e como são motivados a tomarem uma decisão de compra, por exemplo, muito se beneficiam do uso das câmeras IP. Entre elas, a BVI Networks. A consultoria usa câmeras de vigilância para monitorar produtos ou corredores pré-estipulados, gravam o comportamento do comprador e, a partir daí, apontam para os seus clientes do setor de varejo as possíveis barreiras à venda. Nesse caso, portabilidade das câmeras, qualidade de gravação e fácil acesso aos dados são essenciais.

O tempo de permanência em frente a um produto ou corredor específico pode ser monitorado também por meio de sensores de calor. As câmeras térmicas geram um mapa de calor para os gerentes das lojas que apontam não apenas o fluxo dos clientes, mas justificativas para tal comportamento. Poder identificar se esse tempo de permanência está relacionado à leitura de rótulos ou à dificuldade de encontrar algum item é crucial e determinante para a concretização de uma compra.

Além disso, a partir de um mapa com as rotas preferidas pela maioria dos clientes da loja, pode-se determinar de forma mais estratégica a disposição dos produtos. O varejista sabe de fato onde os mais populares produtos devem ficar, assim como onde exibir aqueles itens dos quais que ele quer acelerar a saída. Pode ainda evitar congestionamentos no corredor, considerados uma barreira a vendas.

Quando se trata de monitoramento de caixas e tamanhos de fila, a vigilância por câmeras IP também é útil. Um estudo de 2010, do banco Barclays, feito no Reino Unido, descobriu que dois quintos dos consumidores se recusam a esperar por mais de dois minutos para chegarem ao caixa e dois terços desistem das compras ao se depararem com longas filas. A mesma pesquisa apontou que mais da metade sequer entra na loja se avista a fila de fora. Ou seja, a falta de controle nesse quesito pode ter grande impacto nas vendas.

Para evitar tais problemas, as câmeras IP podem ser integradas a soluções que fornecem dados sobre o comprimento das filas, total de tempo de espera e saída. Essa inteligência pode ajudar os gerentes das lojas a analisar o número ideal de caixas disponíveis e o número de funcionários necessários durante os momentos de pico, permitindo maior satisfação do cliente e melhor número de vendas.

A taxa de conversão – número de pessoas que entra em uma loja em comparação com o que faz uma compra – é o principal indicador do desempenho de uma loja. O monitoramento dessa taxa é bastante facilitado por um sistema que conta o número de clientes e promove diferentes tipos de cruzamento de dados. Instalado como parte da rede IP, esse sistema faz com que informações relevantes como essa se tornem acessíveis a qualquer momento. Em vez de reunir manualmente dados sobre clientes para analisá-los, estatísticas de várias lojas podem ser vistas e avaliadas em tempo real, tornando possíveis ações de ajustes imediatas e não só a longo prazo.

O acesso a essas informações pode melhorar as operações da loja, a avaliação das melhores práticas e a desenvolver métodos para aumentar as vendas. Ou seja, usar câmeras de monitoramento para entender como o consumidor opera quando compra pode ser essencial para colocar o varejista um passo à frente de seus concorrentes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: