Twitter está testando perfis semelhantes aos do Facebook

O Twitter está testando uma grande reformulação na área de perfil dos seus usuários que a tornará muito semelhante ao Facebook e ao Google+. A imagem principal e a biografia serão colocadas à esquerda, deixando significativamente mais espaço para anúncios na foto do cabeçalho. O renovado fluxo de tweets também é Continue lendo »

CVS decide parar de vender cigarros – coerência afetará fidelidade?

Fã da GoPro faz “selfie” no topo do Everest. Veja abaixo como as marcas estão usando essa verdadeira mania de autorretratos. Photo: Dean Carriere via GoPro

A cadeia de drogarias CVS Caremark (US$ 125 bilhões de faturamento) anunciou na semana passada que irá descontinuar a venda de produtos de tabaco. A decisão, que deverá resultar em 2 bilhões de dólares a menos no faturamento de 2014 (em 2013, a rede faturou 125 bilhões de dólares), mas é coerente com outros movimentos no sentido de transformar-se de uma rede de drogarias tradicional em um autêntico fornecedor de serviços de saúde. Continue lendo »

Loja da Marc Jacobs usa buzz nas mídias sociais como única moeda

A Marc Jacobs abriu as portas da loja pop-up de sua fragrância Daisy em Manhattan na sexta passada, 07/02, mas, ao contrário de outras lojas de varejo, a Daisy Marc Jacobs Tweet Shop não usa dinheiro. Em vez disso, você pode sair com os produtos em troca do envio de tweets, fotos no Instagram e posts no Facebook. Continue lendo »

Mais investimentos e mais cliques em busca paga no Brasil

De acordo com a PricewaterhouseCoopers, os anunciantes no Brasil vão investir mais de US$ 1,17 bilhão para links patrocinados em 2014. Pelas estimativas da PwC , isso vai representar cerca de 61 % do total de gastos em publicidade digital do país este ano, a mesma proporção dos últimos três anos, deixando os 39% restantes para classificados, display, mobile e vídeo. Anúncios em busca paga no Brasil estão aumentando a um ritmo semelhante ao total de gastos com publicidade digital. Ao longo dos últimos três anos, acumularam Continue lendo »

Vice-presidente da Amazon no Brasil, Alexandre Szapiro, segura um Kindle Paperwhite, aparelho que a empresa começa a vender e, assim, inaugura sua operação comercial de produtos físicos no país. (Foto: Divulgação/Amazon)

Vice-presidente da Amazon no Brasil, Alexandre Szapiro. Foto: Divulgação/Amazon

A varejista online americana Amazon começará a operar a venda de produtos físicos no Brasil, vendendo duas versões do leitor de livros digitais Kindle diretamente para o consumidor, com preços que variam entre 299 e 699 reais. “A gente está abrindo uma operação de varejo tradicional, como todo mundo conhece: com armazém, logística”, disse ao portal G1 Alexandre Szapiro, vice-presidente da Amazon no Brasil. Duas novidades: Continue lendo »

Microsoft investe pesado no Foursquare

Leia mais na matéria abaixo

Em uma tentativa de tornar o Windows Phone mais competitivo em relação aos seus poderosos rivais, iOS  e Android, a Microsoft está investindo US$ 15 milhões para cimentar uma parceria com a Foursquare Labs. Espera-se que o acordo gere sugestões de entretenimento do Foursquare para celulares com Windows e abra novas oportunidades para a utilização de dados de localização em aplicativos móveis. Os planos incluiriam também Continue lendo »

Ikea, eBay, Zappos: se você quer clientes fieis, engaje seus funcionários

A Time Inc. está cortando pessoal. Saiba mais abaixo

Um novo estudo realizado pela Cvent, empresas de softwares online, descobriu que as taxas de retenção de clientes são 18% maiores, em média, quando os funcionários estão altamente engajados no processo. É um número que muitas das melhores empresas que operam atualmente já conhecem há algum tempo, e alguns dos mais experientes, incluindo o eBay, IKEA e Zappos.com, encontraram maneiras de aumentar o envolvimento dos funcionários para aumentar a fidelidade do cliente. O relatório “Employee Engagement: Revenue Growth Strategy for 2014” também apontou que o aumento do envolvimento dos funcionários pode afetar positivamente o retorno do investimento. Continue lendo »

Especialista discute quem, de fato, “possui” os dados do consumidor

O Volocóptero tem como missão ser seguro e menos poluente do que os tradicionais veículos.

Helicóptero elétrico: mais seguro e menos poluente do que os tradicionais. Confira abaixo

Segundo Bruce Biegel, senior managing director do Winterberry Group, os profissionais de marketing levam uma vantagem em relação à riqueza de dados disponíveis atualmente. Nenhuma peça de informação do cliente está longe de alcance deles. Mas um aspecto ambíguo é quem de fato deve “possuir” esses dados. Quem é responsável pela sua integração e disponibilidade, perguntou ele? E quanto à sua segurança? É o marketing, a equipe que converte todos esses dados para uma visão real? É de TI, o grupo que desenvolve e mantém os bancos de dados? É da área jurídica, as pessoas que lidam com as consequências quando surgem problemas com o uso de dados ou aquisição? Continue lendo »

Metade dos gamers brasileiros jogam em smartphones, afirma estudo

Armazém da Amazon em Phoenix. A empresa tem gasto em novos armazéns e outros empreendimentos, mas fez pouco lucro. Imagem: Ralph D. Freso / Reuters. Confira abaixo as medidas que está tomando

Um estudo da Newzoo realizado em vários países registrou que havia 48,8 milhões de gamers no Brasil em 2013, o segundo maior mercado entre os países estudados, ainda que muito longe dos 173,4 milhões de gamers chineses e apenas marginalmente maior do que o número de gamers russos – 46,4 milhões. À parte números absolutos, a Newzoo descobriu que jogos sociais/casuais são os mais populares, com níveis de penetração semelhantes entre os seis países pesquisados. O Brasil novamente ficou em segundo lugar, com 92,6% do total de gamers citando essa plataforma, atrás da China com 93,8%. A discrepância mais acentuada foi encontrada no mobile. Continue lendo »

Satya Nadella, o novo CEO da Microsoft?

A semana foi agitada no mundo dos negócios. Aqui mesmo já falamos da compra da Motorola Mobility pela Lenovo. Ficou claro que, apesar de receber apenas um quarto do que pagou dois anos antes, o negócio foi bom para o Google, pois o que a gigante de Mountain View queria mesmo eram as patentes.

Mais perto de nós, o Itaú anunciou Continue lendo »