A semana que passou: Menos iPhone 5C? Novo formato de m-commerce? E mais

14/10/2013

iPhone 5CEm setembro, a Apple apresentou sua nova aposta para entrar em mercados emergentes: um smartphone com cases coloridos e preço relativamente baixo. Mas os resultados não estariam atingindo as expectativas, segundo o site chinês C Technology, e a empresa teria reduzido a produção diária do iPhone 5c de 300 mil unidades para 150 mil. A queda na produção do aparelho, ainda de acordo com o site chinês, se deve ao fraco retorno que o aparelho vem apresentando nas vendas.

Outra notícia interessante foi que a MasterCard lançou uma tecnologia que permite aos consumidores aproveitarem mais facilmente – e instantaneamente – de ofertas que aparecerão como pop-ups em edições digitais. E a Wired de novembro será a primeira a testá-la. A edição de novembro da revista para iPads terá conteúdo “comprável” via mobile. Embora as editoras reconheçam que o tráfego móvel é crescente, poucas entre elas estão dispostas a fazer experiências com m-commerce exclusivo para as edições digitais. “Ao lançar este piloto, a Wired espera aprender algumas lições e obter insights dos consumidores para orientar a nossa estratégia de comércio eletrônico no futuro”, disse Howard Mittman, vice-presidente e editor da Wired, New York.

E teve reconhecimento lá fora. Graça Foster, presidente da Petrobrás, foi eleita pelo segundo ano consecutivo a executiva mais poderosa no ranking global da revista americana Fortune. Ao mesmo tempo, a empresa anunciou que investirá um total de 50 bilhões de dólares em 2013.

Já a Telecom Italia, no caminho inverso, estaria considerando vender sua fatia de 67% na operadora de celular brasileira TIM Participações em uma tentativa de reduzir sua alta dívida.

Outra italiana com problemas é a Alitalia. A companhia aérea corre o risco de entrar em concordata se nenhum acordo sobre uma proposta de aumento de capital for feito nas próximas semanas, disse uma fonte governamental nesta semana.

No campo das mídias sociais, a principal notícia é o que consideramos um retrocesso grave: o Facebook desativou um recurso de privacidade que permitia que os usuários decidissem se queriam aparecer nos resultados de buscae agora todos os usuários do Facebook são agora visíveis através da função de busca do site.

Fontes: CTechnology, Exame, Portal Abemd, Social Media Examiner

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: