Mendigos wi-fi, marca Metrô, Google mexe em comerciais clássicos e outras notícias da semana

16/03/2012

Empresa usa mendigos como pontos de WiFi

Homeless Hotspots é uma iniciativa criada pela BBH New York que visa modernizar o modelo de “Street Newspaper”, jornal vendido por mendigos como forma de conseguir dinheiro, tornando os moradores de rua pontos de wi-fi. A proposta foi testada durante a conferência SxSW em Austin, no Texas, EUA, na qual os mendigos circularam pelo evento com camisetas que tinham a mensagem “Eu sou um hotspot 4G” escrita na frente. Leia a matéria completa (com vídeo) no Adnews.

Metrô de SP vira ‘grife’ e estampa suvenires

De camiseta a chaveiro, ideia é adotar modelo semelhante ao de outras cidades. Leia matéria completa no Estadão.

Google repagina comerciais famosos

O Google decidiu refazer, utilizando os formatos digitais, campanhas clássicas que foram grande sucesso nas décadas de 60 e 70 nos Estados Unidos. O projeto conduzido pela agência de Johannes Leonardo foi batizado de Re:Brief e escolheu peças das marcas Coca-Cola, Volvo, Alka-Seltzer e Avis. Leia a matéria completa (com vídeos) no Meio&Mensagem.

Apple testa mapa próprio

Apple decidiu implementar a versão própria doOpenStreetMap ao invés de utilizar o Google Maps, até então seu parceiro no ramo.  Leia a matéria completa no ProXXIma.

Sony lança rede gratuita de filmes, bancada por anunciantes

A Sony anuncia nesta quarta-feira no Brasil o lançamento da Crackle, sua rede gratuita de filmes e séries online. Segundo a empresa, ela é a única na América Latina a oferecer conteúdo sem custo com apoio de anunciantes. Já está no ar os títulos Men in Black, Bad Boys, Hell Boy, Stealing Harvard, In The Line of Fire e Hollow Man. Kimberly-Clark, Correios e Oi são as primeiras marcas a bancar o novo serviço. Leia a matéria completa no Adnews.

Ibope luta para medir audiência móvel (Portal ProXXIma)

Instituto de pesquisas assume dificuldade em criar tecnologia capaz de mensurar a audiência dos canais assistidos pelo celular, smartphones e tablets. Leia a matéria completa no Meio&Mensagem.

Gowalla fecha as portas

Gowalla, considerado concorrente do Foursquare, foi oficialmente encerrado. O site oficial do serviço afirma que os usuários poderão baixar seus dados pessoais, como check-ins, fotos, contatos e listas em breve. O Gowalla foi criado há três anos e permitia fazer check-in nos lugares e compartilhar as informações com os amigos. O serviço foi comprado há cerca de três meses pelo Facebook. Em nota no final do ano passado, o Facebook afirmou que não estava comprando as informações do banco de dados do serviço, e sim, sua equipe. Segundo o Mashable, agora o ex-CEO da GoWalla, Josh Willians, e sua equipe vão trabalhar em recursos de geolocalização para o Facebook.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: